linkaki

Vacina contra coronavírus pode sair no fim do ano. FDA já deu sinal verde para a segunda fase dos testes



Milhares de pesquisadores estão debruçados neste momento em centenas de laboratórios ao redor do mundo em busca de um medicamento eficaz para combater a pandemia do novo coronavírus. A esperança para a cura ou prevenção da covid-19 pode sair de qualquer lugar.

A empresa de biotecnologia e farmacêutica americana Moderna já está em fase adiantada de testes de uma alternativa que pode se consolidar em pouco tempo. A empresa está testando a primeira vacina contra o coronavírus em pessoa que parece ser segura e capaz de estimular uma resposta imunológica contra o vírus.

Segundo O Globo, "Os resultados são baseados na reação das oito primeiras pessoas que receberam, cada uma, duas doses da vacina, a partir de março.

Coronavírus:Mais rápida que vacina, terapia de anticorpos contra Covid-19 entrará em teste

Essas pessoas, voluntários saudáveis, produziram anticorpos que foram testados em células humanas no laboratório e que impediram a replicação do vírus — o principal requisito para uma vacina eficaz. Os níveis dos chamados anticorpos neutralizantes correspondiam aos encontrados em pacientes que se recuperaram após contrair o vírus em suas cidades.

A Moderna informou que está seguindo um cronograma acelerado, com a segunda fase dos testes da vacina, que envolverá 600 pessoas, marcada para começar em breve. Uma terceira fase, em julho, já contará com a participação de milhares de pessoas saudáveis.

A Food and Drug Administration (FDA), o equivalente à Anvisa no Brasil, já deu sinal verde para a segunda fase dos testes.

Vacina no fim do ano

Se esses testes se revelarem um sucesso, uma vacina poderá ficar disponível para uso generalizado até o fim deste ano ou no início de 2021, disse o Dr. Tal Zaks, diretor médico da Moderna. Ainda não se sabe quantas doses podem ficar prontas em um primeiro momento, mas Zaks afirmou que "estamos fazendo o possível para chegar logo ao maior número possível de doses".

A Moderna, empresa farmacêutica dos Estados Unidos, anunciou nesta segunda-feira (18) resultados preliminares positivos com a primeira fase de testes de uma vacina contra a Covid-19. Segundo a companhia, a vacina se mostrou segura em humanos e conseguiu gerar anticorpos similares aos de pacientes que se curaram da doença.

A corrida para a criação de uma vacina eficaz se tornou a prioridade mundial para laboratórios e pesquisadores independente. Neste cenário, é possível especular que outras soluções sejam alcançadas antes ou depois da iniciativa da Moderna. Também é possível prever que em breve teremos não apenas um, mas vários medicamentos eficazes contra a covid-19. 

Informe seu Email para receber notícias :