linkaki

Ex-aliado de Bolsonaro que denunciou suspeições contra Flávio Bolsonaro é pré-candidato à prefeitura do Rio pelo PSDB



O empresário Paulo Marinho concedeu neste final de semana uma entrevista ao jornal "Folha de S.Paulo" para denunciar  um suposto vazamento da Polícia Federal (PF) ao senador Flávio Bolsonaro sobre a operação de 2018 que mirou Fabrício Queiroz.

Segundo Marinho, Flávio revelou a ele, em 2018, ter recebido informações privilegiadas da Polícia Federal (PF) sobre Fabrício Queiroz, um dos mais importantes assessores do então deputado estadual no Rio.

Marinho é suplente do senador Flávio Bolsonaro e foi um dos principais aliados de  Jair Bolsonaro (sem partido), durante a campanha presidencial de 2018. Atualmente, o empresário é  pré-candidato do PSDB à Prefeitura do Rio de Janeiro e tem como aliados o governador de São Paulo, João Doria, também do PSDB

O empresário confirmou nesta segunda-feira que tem "elementos que comprovam" seu relato feito ao jornal Folha de S.Paulo a respeito do suposto vazamento da Polícia Federal (PF) ao senador Flávio Bolsonaro sobre a operação de 2018 que mirou Fabrício Queiroz.

“Tenho provas, tenho elementos que comprovam o relato que eu fiz. Já adianto que tudo que eu falei vou repetir durante depoimento à PF, rigorosamente igual”, disse ele ao blog da jornalista Andreia Sadi, no G1.

Marinho pediu pessoalmente ao governador do Rio, Wilson Witzel, proteção policial — e disse que já foi atendido.

Informe seu Email para receber notícias :