linkaki

Bolsonaristas se calam sobre caso Queiroz e se dizem contra corrupção? É hipocrisia que chama?



Dizem que bolsonarista é um petista com o polo invertido. Não apenas no sentido do fanatismo por seu político de estimação, como também pelo pavor que eles sejam alvos de investigações. Assim como o petismo, o bolsonarismo representa aproximadamente um terço da população.

A vitória de Bolsonaro na eleição de 2018 só ocorreu por conta de uma parcela que queria evitar a volta do PT ao poder, mas que nunca apoiou um amante da ditadura defensor de torturador que mamou como deputado do baixo clero por quase três décadas sem fazer nada pelo país.

Bolsonaro surfou na onda e se apropriou do discurso anti-PT mesmo tendo votado com o PT por quase toda sua vida parlamentar. Prometeu privatizações logo que tomasse posse, mas o que fez foi aparelhar as estatais com amigos militares, inclusive a famigerada estatal do Trem Bala da Dilma.

O escândalo envolvendo seu amigo de décadas, o ex-PM Fabrício Queiroz, até hoje não esclarecido, revelou que o eleitor de Bolsonaro é tão hipócrita quanto ele. São os mesmos que tentam justificar a demissão do ex-diretor da Polícia Federal, Maurício Valeixo, a quem Bolsonaro poderia solicitar informações republicanas a qualquer momento. Qual o motivo trocar um diretor querido em toda a instituição para colocar um amigo de sua família no posto? Era isso que Moro queria saber. Trocar pra quê?

Enquanto muitos tentam fazer cara de paisagem, fingindo que isso é normal, cerca de 70% da sociedade observa o cinismo e a hipocrisia do bolsonarismo. Gente que se dizia contra a corrupção apoiando retrocesso no Coaf, acordão, operação abafa nas investigações sobre rachadinhas e outras práticas condenáveis da velha política.

O silêncio dos bolsonaristas sobre o caso Queiroz é apenas um retrato da hipocrisia que há por trás do retrocesso do país. O caso Queiroz pode ser apenas a ponta de um emaranhado de crimes que podem levar muitos para a cadeia. É mais um caso daqueles que pode ter originado acordos espúrios, negociação de cargos na máquina pública, desativação da Operação Lava Jato e a derrubada de Sério Moro e Maurício Valeixo. 

Informe seu Email para receber notícias :