linkaki

Bolsonaro recua e cancela viagem aos Estados Unidos, onde receberia homenagem da Câmara de Comércio Brasil-EUA



O presidente Jair Bolsonaro cancelou a viagem que faria aos Estados Unidos para receber uma homenagem da Câmara de Comércio Brasil-EUA. Há poucos minutos, a Secom (Secretaria de Comunicação) do Palácio do Planalto confirmou que Bolsonaro cancelou a viagem que faria na semana que vem a Nova York, nos Estados Unidos.

Os organizadores vem enfrentando uma série de dificuldades para encontrar um local para a realização do evento. Várias empresas também cancelaram o patrocínio, após uma série de matérias na imprensa negativas em relação a Bolsonaro. O Museu Americano de História Natural de Nova York foi o primeiro a anunciar a desistência de sediar a homenagem ao presidente brasileiro, que receberia o título de Personalidade do Ano da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos no próximo dia 14 de maio.

Na sequência,  a rede de hotéis Marriott , para onde o evento foi remarcado,também cancelo a cerimônia, sob a alegação de que Bolsonaro ameaça os valores novaiorquinos de tolerância e multiculturalismo.

Questionado sobre a recusa do Museu de História Natural, o presidente afirmou que o prefeito de Nova York, o democrata Bill de Blasio, o atacou porque "é contra Trump".

Perguntado sobre o que achava de a Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos não conseguir um lugar para dar a festa que vai homenageá-lo em Nova York, Bolsonaro disse que receberia a honraria "até na praia".

O cancelamento da ida a Nova York destrava a dificuldade que a Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos vinha enfrentado para realizar o evento de premiação Personalidade do Ano, que já teve outros contemplados brasileiros como Sérgio Moro e João Doria. As informações sobre o cancelamento da viagem partiram da própria Secretaria de Comunicação, mas nada garante que Bolsonaro não possa mudar de ideia nos próximos dias.

Na nota divulgada  pelo Planalto, o Bolsonaro agradeceu a homenagem e admitiu que o cancelamento da viagem ocorreu após a premiação ter gerado protestos de diversos grupos nos Estados Unidos. .

Informe seu Email para receber notícias :