linkaki

MPF refuta informação divulgada pelo site O Antagonista sobre Marcelo Odebrecht ter se referido a Dias Toffoli como “amigo do amigo de meu pai”



O site O Antagonista informou esta semana que "Os repórteres Rodrigo Rangel e Mateus Coutinho, da Crusoé, tiverem acesso exclusivo a uma informação que teria chegado às mãos da Lava Jato. Segundo a publicação, o empresário Marcelo Odebrecht teria revelado aos investigadores que usava o codinome  “amigo do amigo de meu pai” para se referir ao ministro José Dias Toffoli, presidente do STF, na empreiteira".


Em nota divulgada nesta sexta-feira, 12, o Ministério Público Federal informou que a Procuradoria-Geral da República não recebeu nenhuma informação relacionada ao ministro do STF, Dias Toffoli nas declarações do empresário Marcelo Odebrecht:

Ao contrário do que afirma o site O Antagonista, a Procuradoria-Geral da República (PGR) não recebeu nem da Força-Tarefa Lava Jato no Paraná e nem do delegado que preside o inquérito 1365/2015 qualquer informação que teria sido entregue pelo colaborador Marcelo Odebrecht em que ele afirma que a descrição “amigo do amigo de meu pai” refere-se ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Secretaria de Comunicação Social
Procuradoria-Geral da República
(61) 3105-6406 / 6415
pgr-imprensa@mpf.mp.br
facebook.com/MPFederal
twitter.com/mpf_pgr

Leia aqui a nota do MPF

Informe seu Email para receber notícias :