linkaki

MPF conclui que Adélio Bispo possui transtorno mental e pode ser beneficiado com remissão de pena



O Ministério Público Federal concluiu que Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada em Jair Bolsonaro, possui problemas mentais, mas que é semi-imputável. Isso significa que, para o MP, Bispo pode ser enquadrado criminalmente, mas com redução de pena devido a transtornos mentais apontados em laudos médicos.

O procurador do MPF em Juiz de Fora (MG) Marcelo Medina, já enviou o parecer mantido em sigilo para a Justiça Federal. As conclusões se basearam em cerca de sete laudos que atestaram distúrbios mentais em Adélio Bispo, que teria agido por conta própria quando praticou o atentando contra o hoje presidente Jair Bolsonaro durante campanha eleitoral em setembro do ano passado.

 De acordo com os laudos, os problema mentais de Adélio Bispo podem reduzir ou anular a capacidade de entendimento sobre o crime que ele cometeu. Judicialmente, a condição mental do agressor pode diminuir ou mesmo anular uma eventual pena ao fim do processo.

Informe seu Email para receber notícias :