linkaki

FHC diz que Governo Bolsonaro é pior que imaginava e que não viu nada até agora



Em entrevista concedida à BBC News Brasil na sede do Instituto que leva seu nome, no centro de São Paulo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso voltou a tecer críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro.

"Hoje, há três meses sob a nova administração, o tucano é mais taxativo. Bolsonaro, diz, é pior do que ele esperava. Quase cem dias depois da posse, o sociólogo de 87 anos afirma não ter visto "nada" do governo", informa a publicação.

O ex-presidente afirma que o governo Bolsonaro precisa aprender a se relacionar com o Congresso, se comunicar com a população para explicar medidas consideradas fundamentais pelo governo, como a reforma da Previdência. "Na reforma da Previdência, o presidente tem que se meter. Ou algum ministro que seja quase presidente."

FHC criticou ainda a postura do ministro da Economia, Paulo Guedes, defendendo que o economista deveria assumir a parte política na condução das propostas do governo.

"Fui ouvir o debate com o ministro da Economia no Senado. Bom, ele dizia coisa com coisa, né? Abstratamente. Agora, quando chegava o negócio da política, ele dizia 'mas não é meu terreno'. Como não é seu terreno? Ou tem o terreno da política ou não existe a transformação do governo num objetivo e num processo."

Companhe abaixo um pequeno trecho da entrevista:

FHC - Estamos perdendo oportunidades. Num mundo difícil, confuso, você tem que ter algum objetivo e estratégia. Se nos perdermos no que se chama de "curto-prazismo", não acontece nada. O que vai ser daqui a dez anos? Daqui a 20? O que eu quero fazer? Quero mandar o homem para Lua? Eu quero fazer o quê? [...] Alguma coisa mais concreta para que você possa orientar o sentimento e o comportamento das pessoas em uma certa direção.

BBC News Brasil - Mas em relação aos temores que o senhor mencionou, esses três meses foram melhores ou piores do que tinha imaginado?

FHC - Acho que piorou no seguinte sentido: não vi nada.

BBC News Brasil - É pior do que o senhor esperava?

FHC - É.

BBC News Brasil - O que o senhor esperava?

FHC - Um caminho. Vamos pegar uma coisa concreta. O setor econômico do governo parece ter um caminho, posso concordar ou não, mas é um caminho. Só que não vi esse caminho se transformar numa realidade congressual. E vivemos numa democracia, não adianta eu saber. Tem que fazer com que os outros estejam de acordo e votem do meu lado. Não vejo organização no Congresso para isso.

Leia a entrevista completa no site da BBC Brasil

Informe seu Email para receber notícias :