linkaki

Zé de Abreu deve passar os próximos quatro anos como autoproclamado presidente do Brasil



O ator e autodeclarado presidente do Brasil, José de Abreu, foi recepcionado aos gritos de 'presidente' por uma pequena multidão ao desembarcar no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Manifestantes embarcaram na sátira elaborada pelo ator para ironizar o autodeclarado presidente da Venezuela, Juan Guaidó, e aproveitaram para manifestar insatisfação com o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Sob o grito de "É o presidente! É o presidente!", o ator empunhou um exemplar da Constituição Federal de 1988. Em sua "posse", ele leu um texto prometendo defender a Carta Magna e as leis do país.

"Ô, Bolsonaro, mete o pé, Brasil na frente. O Zé de Abreu é o nosso presidente", cantou o público que recepcionou o ator, que deve manter a sátira ao longo dos próximos quatro anos. Pelo visto, a brincadeira vai longe. Esta semana, por meio de seu perfil no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro falou em processar o 'meteoro', nome autoatribuído pelo próprio José de Abreu, como uma forma de incomodar Bolsonaro. Na sequência, o ator falou processar o presidente por publicar vídeos obscenos em suas redes sociais e cogitou pedir um habeas corpus preventivo pedindo para não ser preso.

Informe seu Email para receber notícias :