linkaki

Nana Caymmi irritou a esquerda ao detonar Chico, Gil e Caetano. Foi uma semana de vergonhas



A semana não foi nada boa para a esquerda brasileira. O candidato derrotado do PT à Presidência Fernando Haddad e seu partido foram multados pela Justiça eleitoral por terem impulsionado conteúdo negativo contra o então candidato Jair Bolsoanro. Representantes que viviam acusando o presidente eleito de fazer campanha paga na internet não souberam onde enfiar a cara após o Google confirmar que a campanha de Haddad pagou para impulsionar conteúdo contra Bolsonaro. Mas não foi apenas a vergonha que pesou neste caso, A coligação de Haddad foi multada em mais de R$ 170 mil pelo TSE.

Mas este não foi o único mega constrangimento para a esquerda ao longo da semana. Dias antes, o terrorista Cesare Battisti confessou  sua participação em atos terroristas e assassinatos na Itália. Dias antes, os representantes da esquerda juravam de pés juntos que Battisti era um santo.

Apesar da sequência vergonhosa de vexames, a esquerda ainda teve que engolir o desabafo da cantora Nana Caymmi, uma das maiores cantoras brasileiras vivas. Em entrevista à Folha de S.Paulo, a filha de Dorival Caymmi não apenas confirmou que votou em Bolsonaro, como também dirigiu duras críticas aos cantores Gilberto Gil, com quem foi casada, Caetano Veloso e Chico Buarque, tradicionais defensores da esquerda corrupta liderada por Lula.

“Agora vêm dizer que os militares vão tomar conta? Isso é conversa de comunista. Gil, Caetano, Chico Buarque. Tudo chupador de pau de Lula. Então, vão pro Paraná fazer companhia a ele. Eu não me importo”, desabafou a cantora, para tristeza da esquerda. Foi uma semana dura para os derrotados na última eleição.

Informe seu Email para receber notícias :