linkaki

Lula vai ganhar frota de carros novos e blindados, mesmo na cadeia. Dilma também ganha carros novos



O ex-presidente Lula, mesmo preso, deve ganhar uma frota de carros blindados novinhos em folha. O presidiário será apenas um dos beneficiários de um pedido do presidente Jair Bolsonaro enviado ao  para autorizar a compra de carros oficiais novos para ele, o vice Hamilton Mourão e seus antecessores Michel Temer, Dilma Rousseff, Lula, Fernando Henrique Cardoso, Fernando Collor e José Sarney. Segundo informou o Estadão, esta é a primeira mensagem do atual governo para alterar o texto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2019.

A publicação informa que "Mesmo preso em Curitiba desde 7 de abril do ano passado, Lula conseguiu, por meio de liminar, manter o direito a veículos oficiais. O petista foi condenado em duas ocasiões. Numa delas, em segunda instância, a 9 anos e 6 meses de prisão.

Na mensagem encaminhada ao Congresso assinada por Bolsonaro no dia 8 de março, o governo fala em necessidade de “modernizar a frota” de veículos.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, que também subscreve o projeto de lei, justificou que a medida atende a ofício do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), responsável pela proteção do presidente.

Além dos 12 blindados contra tiros de submetralhadoras e pistolas 9 milímetros, outros 18 automóveis do mesmo modelo e marca poderão ser adquiridos para atender ao atual governo. Eles ficarão à disposição para uso em Brasília e outros Estados, como Rio de Janeiro, base eleitoral do presidente.

A escolta oficial de Jair Bolsonaro atualmente é formada por carros modelo Chevrolet Ômega e Ford Edge. Esses veículos foram comprados na gestão de Dilma Rousseff, ainda em 2011, quando foram gastos R$ 1,76 milhão por 12 Edges, dez dos quais blindados.

Procurado pela reportagem nesta segunda-feira, 11, o GSI não comentou sobre o assunto".

Mesmo na prisão, Lula tem direito a quatro servidores para "segurança e apoio pessoal", dois servidores para assessoramento e dois motoristas junto aos respectivos carros oficiais. O custo anual para o contribuinte é de cerca de R$ 1 milhão. As despesas com a manutenção da prisão do petista, também bancadas pelo contribuinte, também é alta. A PF estima em R$ 10 mil diários o custo para manter Lula fora de presídio. Como o petista já está preso há mais de 300 dias, a fatura paga pelo contribuinte já ultrapassou a casa dos R$ 3 milhões.

A ex-presidente Dilma Rousseff também não deixa por menos. Além de todas as despesas com assessores, seguranças, carros e motoristas, a petista também abusa do dinheiro do contribuinte em viagens internacionais regulares. 

Informe seu Email para receber notícias :