linkaki

Lava Jato pede impedimento contra Gilmar Mendes em investigações sobre Paulo Preto e Aloysio Nunes



O Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria da República no Paraná da Força-Tarefa da Operação Lava Jato apresentou à Procuradoria-Geral da República um pedido de suspeição/impedimento contra o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, nas investigações relacionadas a Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, e Aloysio Nunes Ferreira.

No pedido, o MPF informa que "Encaminha informações que, no entender desta Força-Tarefa, caracterizam a suspeição e ou impedimento do Ministro do Supremo Tribunal Federal GILMAR MENDES, para avaliação e providências cabíveis".

Excelentíssima Senhora Procuradora-Geral da República,

1. Cumprimentando Vossa Excelência, encaminhamos informações obtidas através do
aprofundamento das investigações decorrentes dos desdobramentos da Operação Lava Jato em
Curitiba acerca de fatos que, no entendimento desta Força-Tarefa, configura m suspeição e ou
 impedimento do Ministro do Supremo Tribunal Federal GILMAR MENDES em feitos relativos aos
investigados ALOYSIO NUNES FERREIRA FILHO e PAULO VIEIRA DE SOUZA, investigados no âmbito da Operação da Lava Jato, o que se tornou público a partir da deflagração da 60ª fase da
operação, nomeada Ad Infinitum (Autos nº 5003706-39.2019.4.04.7000, em trâmite perante o Juízo da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba).

“Aloysio Nunes Ferreira Filho atuou, em interesse próprio e do também investigado Paulo Vieira de Souza, junto ao ministro Gilmar Mendes, valendo-se de relação pessoal com este, para produção de efeitos protelatórios em processo criminal em trâmite na 5ª Vara da Justiça Federal de São Paulo”, escreveram os procuradores.

Informe seu Email para receber notícias :