linkaki

Homem que tentou matar Bolsonaro tem problemas mentais, aponta laudo



O Ministério Público de Minas Gerais afirmou que Adelio Bispo de Oliveira, o homem que tentou assassinar o presidente Jair Bolsonaro, tem problemas mentais. A afirmação tem como base um laudos produzidos pelo Estado e pela defesa.

Uma reportagem do SBT informou nesta quarta-feria, 06, que a Justiça devera decidir Adélio será ou não condenado após outra avaliação psicológica. Caso os laudos que apontam a existência de transtornos mentais sejam comprovados, Adelio poderá ser encaminhado a tratamento psiquiátrico.

Adelio é alvo de duas investigações do Ministério Público e da Polícia Federal. No primeiro inquérito, concluiu-se que ele agiu sozinho. O segundo investiga se o atentado tem ligação com facção criminosa ou com organização política, como o PSOL, partido ao qual o homem era filiado. Em reunião ocorrida há cerca de duas semanas, integrantes da Polícia Federal e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, informaram ao presidente Jair Bolsonaro que não foram encontrados indícios sobre a participação de terceiros no atentado praticado por Adélio contra o então candidato à Presidência.

Segundo o advogado de Adelio, Zanone Manuel de Oliveira Júnior, o cliente diz que agiu sozinho e por "ordem divina". "Ele disse que Deus falou com ele e se coloca como super-herói, como herói do Brasil", conta.

A polêmica sobre quem financia a defesa de Adélio ainda não foi esclarecida.O nome do contratante não foi divulgado pelo advogado nem encontrado pela Justiça, mesmo após investigação. Em entrevista ao SBT, Zanone disse que um conhecido de Adelio se ofereceu para pagar os custos da defesa e que até o momento só recebeu R$ 5.000. 

Informe seu Email para receber notícias :