linkaki

Senado aprova voos em classe superior com passagem até 7 vezes mais cara para parlamentares e servidores



O novo Congresso está comprovando que a classe política pretende continuar sapateando na cara do povo. A aprovação, em uma canetada, de uma medida que permitirá que centenas de membros da casa façam viagens internacionais na classe executiva, que tem bilhete até 7 vezes mais cara que o permitido até então, na classe econômica, é mais um tapa na cara da sociedade.

 81 senadores da Casa como também os consultores-gerais, secretários, diretores, advogado-geral e diretora-geral da Mesa têm permissão de voar para fora do Brasil em cabines confortáveis, com direito a bebidas e comidas diferenciadas, além de outros mimos.

 Quer viajar de classe executiva? Prepare-se para gastar: o valor do bilhete chega a custar 7,5 vezes mais do que uma passagem em classe econômica.

Para se ter uma ideia, um voo da American entre Guarulhos e Nova York custava em média R$ 1.550 na classe econômica e R$ 11.595 na executiva. O negócio é muito lucrativo para as companhias aéreas, que fazem lobby em vários países do mundo no sentido de ampliar a clientela junto a classe política. Muitas empresas estão eliminando a primeira classe e oferecendo mais conforto na classe executiva.

Como quem paga a fatura é o contribuinte...

Informe seu Email para receber notícias :