linkaki

Quadro de saúde de Bolsonaro inspira cuidados, sob risco do presidente ser submetido à nova cirurgia



De acordo com o último boletim médico, o estado de saúde do presidente Jair Bolsonaro é bom, mas a situação geral inspira cuidados. Afinal, esta é terceira cirurgia a que Bolsonaro é submetido desde setembro, quando foi vítima de um atentado a faca na cidade de Juiz de Fora, em Minas Gerais, no primeiro turno da campanha para a eleição presidencial.

Bolsonaro tem 63 anos anos e de acordo com a Folha, "As náuseas e os vômitos apresentados neste sábado (2) pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) ocorreram porque o intestino delgado dele parou de funcionar. Tecnicamente, a condição clínica é chamada de "íleo paralítico".

Quando o intestino delgado (íleo) para de contrair, acumula líquido no estômago. E o paciente sente náusea e ânsia de vômito.

Diferentemente do que disseram os assessores da Presidência, não é uma "reação normal e decorrente da retomada da função intestinal". Algo fez o intestino parar de funcionar. segundo o cirurgião Antonio Macedo, a condição é uma resposta do organismo a uma cirurgia longa e com muita manipulação.

Ainda segundo a publicação, especialistas em aparelho digestivo afirmam que essa condição, chamada de íleo pós-operatório é comum e costuma normalizar na medida em que há diminuição da inflamação do organismo, quando o intestino volta gradualmente a se contrair.

Entretanto, segundo especialistas, os sintomas apresentados por Bolsonaro representam uma piora no estado clínico, algo inesperado no quinto dia após a cirurgia, quando o paciente deveria estar comendo por boca e evacuando.

A publicação destaca ainda que "Outras hipóteses explicariam a paralisação do intestino como fístula (abertura de algum ponto cirúrgico), infecção, efeitos colaterais de medicamentos (antibióticos ou remédios para dor) ou aderência precoce, ou seja, uma dobra no intestino.

A pior das hipóteses seria a fístula. Se ocorrer, há risco grande de ter que reoperar e refazer a bolsa de colostomia". As cirurgias a que Bolsonaro foi submetido nos últimos meses foram de alto grau de complexidade. Até mesmo jovens saudáveis costumam enfrentar complicações em casos similares. Não há qualquer dúvida de que o presidente tem uma saúde de ferro e tem resistido bem à tantas intervenções. O presidente está animado e chegou a dizer que "O Brasil tem pressa" na mensagem em que saudou o senador Davi Alcolumbre pela vitoria na eleição para a Presidência do Senado.

Com informações da Folha

Informe seu Email para receber notícias :