linkaki

Governo mantém 8 servidores à serviço de Lula ao custo de R$ 50 mil/mês ao contribuinte. 7 são militares



O governo do presidente Jair Bolsonaro está mantendo uma despesa mensal de cerca de R$ 50 mil todo mês para bancar os 8 servidores que prestam serviço ao ex-presidente Lula, mesmo com o petista na cadeia.

Entre os oito servidores de Lula, sete são militares, com patentes de sargento a capitão, que recebem remuneração extra por causa da função comissionada. Foram escolhidos por livre nomeação do pelo próprio Lula e prestam serviços ao presidiário como assessoria e segurança.

A mordomia tem sido questionada na Justiça Federal, e o Ministério Público defende a redução desses benefícios em virtude da prisão. Assim como os outros cinco ex-presidentes da República vivos, Lula tem direito vitalício a quatro seguranças, dois motoristas, dois carros oficiais à disposição e dois assessores.

Além das despesas que seu staff formado quase que integralmente por militares, o contribuinte ainda arca com um custo de cerca de R$ 10 mil por dia com a manutenção do petista preso em Curitiba. Como Lula já está preso há mais de 11 meses, sua prisão já custou ao contribuinte mais de R$ 3 milhões. 
Leia
linkaki

Lava Jato de SP mira em parentes de Lula para novas fases



A Lava Jato de São Paulo promete ativar uma série de investigações a partir dos próximos meses. Entre os alvos estão um filho e um irmão do ex-presidente Lula. A Procuradoria quer aprofundar apurações sobre supostos pagamentos da empreiteira Odebrecht a Luis Claudio Lula da Silva e a José Ferreira da Silva, o Frei Chico, irmão do ex-presidente.

Segundo a Folha, "O filho, Luís Cláudio, e o próprio Lula já foram indiciados pela Polícia Federal sob suspeita dos crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência por pagamentos para a empresa de marketing esportivo Touchdown.

Segundo a PF, a Touchdown, que pertence a Luís Cláudio, recebeu mais de R$ 10 milhões de grandes patrocinadores, embora tivesse capital social de R$ 1 mil.

A outra investigação que envolve Lula diz respeito ao pagamento de uma mesada da Odebrecht a José Ferreira da Silva, o Frei Chico, irmão do ex-presidente. Segundo um delator, o próprio Lula fez esse pedido", duz a publicação.



Leia
linkaki

General diz que astrólogo guru de Bolsonaro é desequilibrado, chulo e inconsequente



O ministro da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto dos Santos Cruz, fez duras críticas ao guru de Jair Bolsonaro que participou de um jantar com o presidente em sua visita na semana passada nos Estados Unidos.

O astrólogo radicado na Virgínia, nos Estados Unidos, é um dos mentores do Bolsonarismo e responsável pela indicação de vários ministros e integrantes do governo Bolsonaro. Influente, mas sem papas na língua, o gurú tem causado uma série de incômodos na cúpula militar, sobretudo no que diz respeito aos ataques constantes contra o vice presidente Hamilton Mourão, que já falou até em processar o astrólogo. 

Farto de polêmicas envolvendo o vendedor de cursos para direitistas, o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, reagiu ao comportamento do doutrinador:

“Eu nunca me interessei pelas ideias desse sr. Olavo de Carvalho”, disse Santos Cruz à Folha. Nem a forma nem o conteúdo agradam a ele,  afirmou. “Por suas últimas colocações na mídia, com linguajar chulo, com palavrões, inconsequente, o desequilíbrio fica evidente”, criticou o ministro.
Leia
linkaki

O momento da prisão de Michel Temer - Vídeo



Acompanhe no vídeo abaixo o momento em que o ex-presidente da República Michel Temer foi preso pela Operação Lava Jato na manhã desta quinta-feira, 21 de março. Temer foi alvo de um mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela operação na 7ª Vara pelo Rio de Janeiro.

Leia
linkaki

URGENTE - Michel Temer foi preso por determinação do juiz Marcelo Bretas



O ex-presidente Michel Temer acaba de ser preso pela Polícia Federal no âmbito da Operação Lava Jato. Por determinação do juiz Marcelo Bretas, a Força-tarefa da investigação baseada no Rio de Janeiro prendeu, na manhã desta quinta-feira (21), Michel Temer, ex-presidente da República. Os agentes ainda tentam cumprir um mandado contra Moreira Franco, ex-ministro de Minas e Energia.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

Desde quarta-feira (20), a Polícia Federal (PF) tentava rastrear e confirmar a localização de Temer, sem ter sucesso. Por isso, a operação prevista para as primeiras horas da manhã desta quinta-feira atrasou.

Temer foi preso em casa e deve ser levado para o Rio de Janeiro nas próximas horas. O ex-presidente foi alvo de um pedido de prisão preventiva, ou seja, sem previsão de soltura.
Leia
linkaki

URGENTE - Filho de Lula é indiciado pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro



O filho do ex-presidente Lula, Luís Claudio Lula da Silva, acaba de ser indiciado pela Polícia Federal por lavagem de dinheiro. A PF indiciou pai e filho pelos crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de influência por pagamentos para a empresa de Luis Clauidio, a Touchdown marketing esportivo.

Segundo o G1, "A empresa passou a ser investigada pela Polícia Federal em 2017, com as delações da Odebrecht na Lava Jato. A investigação descobriu que, ao longo dos anos, a Touchdown recebeu mais de R$ 10 milhões de grandes patrocinadores, mas o capital social da empresa era de R$ 1 mil.

A pedido da PF, a juíza Bárbara de Lima Issepi, da 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo, determinou que a investigação seja encaminhada para uma vara especializada em crimes financeiros. O caso agora está sendo analisado pela Força Tarefa da Lava Jato em São Paulo".
Leia
linkaki

Palocci confirma que filho de Lula recebeu repasses ilícitos de montadoras



O ex-ministro da Fazenda Antônio Palocci confirmou em depoimento prestado à Justiça Federal na manhã desta segunda-feira, 18, que o ex-presidente Lula usou sua influência política para conseguir a aprovação de uma Medida Provisória em favor do setor automobilístico. Como contrapartida à negociação ilícita, Lula conseguiu obter pagamentos a seu filho Luís Cláudio Lula da Silva, afirmou o ex-ministro.

Palocci confirmou que Lula acertou com o lobista Mauro Marcondes Machado pagamentos de R$ 2,5 milhões para que Luís Cláudio Lula da Silva conseguisse realizar eventos de futebol americano no Brasil.

Palocci disse que o próprio filho caçula de Lula o procurou, diversas vezes, para tratar do assunto.

— O Luiz Cláudio eventualmente me pedia para ajudá-lo na promoção de um evento nacional que ele fazia, que é um evento de futebol americano que ele promove no Brasil. Algumas vezes ele me procurou para apoiá-lo a buscar doações de empresas para apoiar essa iniciativa dele.
Leia
linkaki

Discurso de Bolsonaro em jantar na casa de Sergio Amaral, embaixador do Brasil, em Washington - Vídeo



Acompanhe abaixo o discurso do presidente Jair Bolsonaro durante jantar na casa de Sergio Amaral, embaixador do Brasil, em Washington, nos Estados Unidos.

Durante o encontro com jornalistas conservadores, Bolsonaro falou sobre os desafios que tem pela frente.

Leia
linkaki

Bolsonaro é o 16.º presidente brasileiro a visitar os Estados Unidos a convite do governo americano



O presidente Jair Bolsonaro, que desembarcou neste domingo 17, em Washington, é o 16.º presidente brasileiro a visitar os Estados Unidos a convite do governo americano. O chefe do Executivo brasileiro, que deu início à uma visita oficial de três dias, comemorou em sua conta no Twitter, a proximidade com o governo do presidente norte-americano, Donald Trump. O encontro entre Bolsonaro e Trump só deve ocorrer na terça-feira, 19, com duração prevista de 20 minutos. Em seguida, haverá um almoço na Casa Branca com a presença de demais autoridades.

O avião presidencial pousou nos Estados Unidos às 15h40 (horário local), um pouco antes do previsto inicialmente, e Bolsonaro foi recebido pelo embaixador Sean Lawler, chefe do cerimonial do governo dos EUA. Da base aérea, o presidente foi direto para a Blair House, a casa de hóspedes do governo norte-americano, a poucos passos da Casa Branca.


Leia
linkaki

Lula e Cabral. Detalhes de uma parceria que rendeu cadeia



Há poucos meses, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva depôs nesta terça-feira como testemunha de defesa do ex-governador do RJ Sérgio Cabral (MDB) e disse que não houve irregularidades na votação que elegeu o Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Lula não precisou deixar a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde se encontra preso. O petista respondeu, por videoconferência, a perguntas do Ministério Público Federal e do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal.

Lula e Sérgio Cabral estão em cana, cada um por motivos diferentes. Resta saber se no futuro, surgirão detalhes sobre a pareceria duradoura dos dois. Lula jurava que Cabral era honesto e vice-versa.

Leia
linkaki

Alexandre Frota parece ser o único da base aliada a denunciar manutenção da velha política no governo



O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) pode até desagradar os apoiadores do presidente da República Jair Bolsonaro, mas o parlamentar tem sido o único a denunciar a manutenção das práticas da velha política nos bastidores do atual governo. Bolsonaro,

Frota tem se pronunciado de forma polêmica em relação a temas sensíveis que desagradam o presidente e seu entorno, como o pedido de prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flavio Bolsonaro, além do afastamento do filho do presidente, para que ele responsa sobre as suspeitas que pairam em torno dele e de seu ex-assessor.

Não se sabe as motivações, mas o fato é que Alexandre Frota está agindo como um verdadeiro representante do povo infiltrado em meio à classe política. Isto é inédito, considerando a postura tradicional dos políticos, que costumam denunciar apenas supostas irregularidades aos quais fazem oposição. Na maioria dos casos, as denúncias servem  agradar as próprias bases. No caso de Alexandre Frota, sua postura tem sido inédita, pois vem denunciando justamente a base que o elegeu, irritando apoiadores do governo, mas sem se associar à esquerda. Frota pode acabar isolado pelos colegas, mas sua determinação em manter-se coerente com o que pregou durante a campanha pode acabar lhe rendendo outros admiradores fora de seu espectro político.

Neste final de semana, Alexandre Frota voltou a denunciar que está ocorrendo uma verdadeira "politicagem, troca de favores, entregas de cargos, secretarias,  promessas e joguinho sujo. Igual ao passado saem os picaretas entram os charlatões", denunciou o parlamentar neste domingo em seu perfil no Twitter.

Leia
linkaki

Alexandre Frota lamenta rejeição do governo por defender prisão de Queiroz e afastamento de Flávio Bolsonaro



O deputado Alexandre Frota (PSL-SP) lamentou em seu perfil no Twitter o fato de ter recebido 'recados' de interlocutores do presidente Jair Bolsonaro por ter manifestado seu descontentamento com o escândalo envolvendo o filho do presidente, senador Flavio Bolsonaro (PSL-RJ) e seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

Após a postagem, o deputado recebeu várias manifestações de solidariedade de apoiadores e críticos do governo Bolsonaro:


Leia
linkaki

A hora da verdade: Barroso libera inquérito contra Temer para a 1ª instância



A hora da verdade está chegando. O ministro do Supremo Tribunal Federal, Luís Roberto Barroso, liberou o inquérito dos Portos contra o ex-presidente Michel Temer para a primeira instância. A decisão ocorre pouco mais de dois meses após Temer deixar a Presidência e ficar sem o foro privilegiado.

A denúncia, que supostamente teve como base investigações particulares bancadas pelo grupo JBS, do empresário Joesley Batista, aponta Temer como autor de crimes como corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-presidente se viu envolvido em o escândalo no momento em que tentava aprovar uma reforma da Previdência que previa teto único de pouco mais de R$ 5 mil para todos os brasileiros. (leia aqui a proposta original)

Temer ousou mexer com interesses poderosos. Numa de suas mais ousadas ações, o ex-presidente puxou o tapete do PT e livrou o Brasil das garras da esquerda, após mais de 13 anos de dominação. Logo no início de seu governo, acabou com as fontes de financiamento do PT, MST, CUT, órgãos da imprensa petista e acabou com a mamata de artistas petistas na Lei Rouanet. Temer resistiu a forças poderosas que tentaram removê-lo do governo, foi reconhecido como o maior restaurador das Forças Armadas nas últimas décadas, livrou o país da pior recessão de sua história e conduziu o processo democrático até as eleições de outubro do ano passado.

Em entrevista recente, Temer afirmou se sentir tranquilo em relação às acusações e atribuiu as denúncias como parte de um processo para desgastá-lo politicamente e impedir que prosseguisse com as reformas que marcaram sua administração. Segundo o ex-presidente, agora que o inquérito não está mais envolto em interesses políticos, caberá à Justiça analisar os autos sem este tipo de interferência. Demonstrando tranquilidade de um jurista, Temer afirmou que qualquer juiz que analisar o processo irá absolvê-lo sem sombras de dúvidas.

Pelo visto, chegou a hora da verdade. O Brasil aguarda a decisão da Justiça. 
Leia
linkaki

Joesley Batista, Guido Mantega, Antonio Palocci e grupo de petistas são alvos de nova denúncia do MPF



O empresário Joesley Batista, da JBS, o ex-presidente do BNDES Luciano Coutinho e os ex-ministros Guido Mantega,Antonio Palocci e mais oito elementos se tornaram alvo de uma nova denúncia do Ministério Público Federal (MPF). A acusação contra o grupo apresentada à Justiça nesta quinta-feira (14) está relacionada a crimes ligados ao apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) ao grupo J&F de Joesley Batista.

O MPF pede que os denunciados sejam condenado a uma reparação de R$ 5,5 bilhões aos cofres públicos, sendo parte referente ao suposto prejuízo apurado e outra parte como indenização. O esquema que teria irrigado os cofres do grupo de Joesley Batista teria sido usado pelo grupo J&F para comprar outras empresas do ramo de carnes, como a norte-americana Swift.

Confira a matéria completa no G1

Leia
linkaki

Alexandre Frota declara independência, pede prisão de Queiroz e afastamento de Flavio Bolsonaro



O deputado Alexandre Frota (PSL-SP) chutou o pau da barraca nesta quinta-feira (14) ao rebater 'recados' de interlocutores do presidente Jair Bolsonaro sobre  seus discursos na Câmara sobre o escândalo envolvendo o filho do presidente, senador Flavio Bolsonaro (PSL-RJ) e seu ex-assessor Fabrício Queiroz.

Segundo interlocutores do Palácio do Planalto, a postura de Frota acabou transformando-o em persona non grata no governo, informou o BuzzFeed:

"Segundo o deputado, três ou quatro pessoas lhe repassaram esse recado, dizendo que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) estaria “chateado" devido aos discursos em que Frota pediu a prisão de Fabrício Queiroz e de afastamento do mandato do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente.

"[Uma] pessoa chegou pra mim e falou, olha, você hoje é uma persona non grata dentro do governo Bolsonaro", disse. "Várias pessoas que são amigas do Jair falaram: ‘olha o Jair ficou chateado, é melhor você dar um tempo’. Eu não vou dar tempo de nada, vou fazer meu trabalho como deputado federal, sou independente de governo, sou independente de partido”, completou.

Frota disse que não aguenta mais ouvir ataques de deputados de esquerda contra os apoiadores de Bolsonaro por conta da suspeita de desvio de recursos públicos por Queiroz, ex-assessor de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

O caso, que envolve movimentação milionária de recursos e depósitos nas contas de Flávio e da primeira-dama, Michele Bolsonaro, é tratado em Brasília como um tema perigoso que, a depender de seus desdobramento, pode respingar diretamente no presidente da República.

"Já que o Queiroz assumiu que ele fez a rachadinha, que ele trabalhou em cima, eu quero que o Queiroz seja preso e gostaria que o Flávio Bolsonaro se afastasse para poder se defender. E, se nada tem, que voltasse aqui e esfregasse na cara da esquerda, porque todos os dias nós subimos aqui e somos fuzilados pela esquerda”, disse Frota.

O deputado ainda prometeu continuar com as cobranças e disse não se preocupar com consequências políticas dentro de seu grupo por cobrar investigações em casos onde há indícios de corrupção.

“O partido é um partido que não me deu absolutamente nada. Eu fiz a minha campanha sozinho. Sou amigo do Jair Bolsonaro, defendo ele o tempo todo aqui, agora, se ele ficou chateado comigo, só lamento”.

Questionado se o PSL não deveria se empenhar em esclarecer o caso Queiroz, Frota respondeu o seguinte:

"Eu subir aqui acho que é um exemplo, ainda que seja só eu.", disse Frota.

O deputado já havia se indisposto com outros integrantes do PSL, como o ministro do Turismo,  Marcelo Álvaro Antônio e a deputada Joice Hasselmann.

As informações são do BuzzFeed
Leia