linkaki

Problemas de Lula estão apenas no começo. Em 2019, petista não terá refresco da Justiça



O ex-presidente Lula e integrantes do PT já sofreram parte das consequências de acordos de delação firmados há anos na Lava Jato. Por maior que fosse a influência de Lula no Judiciário brasileiro, o petista não conseguiu conter os estragos causados por ex-aliados bilionários que acabaram presos no curso da maior investigação contra a corrupção no mundo.

Lula e o PT subestimaram as consequências que as prisões e condenações de gente como Emílio Odebrecht, Marcelo Odebrecht e Léo Pinheiro, da OAS poderiam ter nas investigações que eram conduzidas contra ele em Curitiba. Lula duvidou que seus ex-parceiros em negociatas teriam a coragem de entregar seus crimes e desafiava os procuradores da República a apresentarem ao menos um depoimento de um empresário afirmado que ele esteve envolvido em algum tipo de crime.

O resto desta história, todo mundo já conhece. Os poderosos e bilionários ex-amigos de Lula deram com a língua nos dentes em troca de acordos de diminuição de pena. Disseram como, quando, onde e quanto Lula pediu e recebeu em vantagens indevidas. As confissões dos ex-parceiros do petista acabaram lhe rendendo três processos na Lava Jato, em Curitiba. No caso do triplex do Guarujá, no do sítio em Atibaia e no processo envolvendo uma cobertura em São Bernardo do Campo, além de um terreno para o Instituto Lula. O petista se tornou réu nas três ações penais e acabou sendo condenado em segunda instância e preso pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex. Logo no primeiro caso que chegou ao final, Lula pegou uma pena de mais de 12 anos de prisão e pode ser condenado, agora não mais como réu primário, em mais duas ações na Lava Jato.

Mas quem imagina que estes são os maiores problemas de Lula e do PT, não faz ideia do que vem pela frente. Todos estes problemas que o petista enfrenta agora são consequência de acordos de delação firmados há quase três anos. Os novos problemas  de Lula devem surgir de mais um erro fatal cometido pelo petista: subestimar o poder de destruição do ex-ministro Antonio Palocci. As consequências do acordo ainda fresco do terceiro homem na hierarquia do PT, o primeiro integrante do núcleo duro da legenda a firmar um acordo de delação, ainda estão por vir e pode sobrar para mais gente no PT. Segundo interlocutores do partido, acreditar que Palocci se manteria de bico fechado como outros petistas presos foi um erro.

Já Lula, este errou feio em várias frentes. Esta semana, todas as testemunhas do caso do sítio de Atibaia apresentaram suas alegações finais. Todos os ex-amigos do petista que financiaram obras no sítio confirmaram trata-se de um esquema criminoso de repasse de vantagens indevidas em troca de negócios lucrativos. 

O TRF-4 já lançou o edital para decidir quem substituirá o ex-juiz Sérgio Moro definitivamente na 13.ª Vara Federal de Curitiba. Quem quer que seja, não terá muitas opções para livrar a cara de Lula de mais uma condenação.

Informe seu Email para receber notícias :