linkaki

Teatro. Barroso ameaça suspender propaganda do PT, caso insistam com Lula



Mesmo preso, o ex-presidente Lula continua usando e abusando do ímpeto de desafiar as Leis e as Instituições do país. Derrotado por 6 votos a 1 no julgamento do Tribunal Superior Eleitoral que ratificou sua inelegibilidade pela Lei da Ficha Limpa, o petista e demais integrantes do PT foram proibidos de mencionar que o presidiário ainda é candidato à Presidência na propaganda eleitoral no rádio e na TV. Logo no dia seguinte, a determinação dos ministros do TSE foi desrespeitada.

Para tentar colocar alguma ordem na zona que Lula e o PT andam promovendo no país, o ministro Luís Roberto Barroso, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), resolveu entrar em cena para protagonizar mais um ato deste espetáculo do ridículo. O magistrado advertiu o PT de que a Corte poderá suspender as propagandas presidenciais do partido na TV e no rádio se forem exibidos novas inserções ou programas que apoiem a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência.

Segundo o Estadão, "A nova decisão atende parcialmente a pedido do Ministério Público, para quem a coligação formada por PT, PC do B e PROS vem descumprindo decisão do TSE que proibiu propagandas que apresentem Lula como candidato no mesmo julgamento que, na semana passada, rejeitou conceder ao petista o registro de candidatura.

Barroso reconheceu a desobediência da coligação à decisão do TSE e proibiu novamente o grupo de partidos a apresentar Lula como candidato, sob pena de suspender novas propagandas.

“As sucessivas veiculações de propaganda eleitoral em desconformidade com o decidido revelam que a atuação da Coligação se distanciou dos compromissos por ela assumidos, a exigir uma atuação em caráter mais abrangente”, escreveu o ministro.


Desde a decisão que barrou Lula da disputa presidencial, os ministros responsáveis pela propaganda eleitoral no TSE – Luis Felipe Salomão, Carlos Horbach e Sérgio Banhos – vêm proibindo o PT de repetir propagandas específicas veiculadas no rádio e na TV que apresentam o petista como candidato.

Mesmo assim, novas programas e inserções, apesar de não declarar explicitamente que Lula é candidato, têm veiculado mensagens de apoio à participação dele no pleito".

Informe seu Email para receber notícias :