linkaki

Carta branca para roubar. Nem Lula nem ninguém no PT imaginava que os eleitores do partido eram tão sem vergonhas



Diante das últimas pesquisas eleitorais que apontam o ex-presidente Lula e vários petistas como favoritos nas eleições de outubro, é possível supor que os próprios petistas estão surpreendidos com a quantidade de brasileiros dispostos a conceder-lhes mais mandatos.

Obviamente, boa parte do eleitorado de Lula e do PT faz parte de grupos que foram beneficiados com o dinheiro do contribuinte ao longo da última década e meia, como os fraudadores dos programas sociais, integrantes de movimentos sociais cooptados, militantes remunerados e profissionais de aluguel, como jornalistas, artistas e servidores de modo geral. Esta fidelidade com o partido que ficou conhecido como uma organização criminosa e seu chefe é até compreensível, levando em conta que nem todos brasileiros são dotados de caráter, moral ou honestidade. Por outro lado, boa parte dessa gente que ocupa as Redes Sociais tentando justificar o voto no PT quer na verdade é recuperar as boquinhas perdidas.

O problema é quanto ao eleitor enganado, desempregado, massacrado em periferias sem saneamento básico votar num partido que tem praticamente toda a cúpula na cadeia. Dada a notória cultura que prevalece no partido e seus integrantes coniventes com a corrupção, votar em candidatos da  legenda é no mínimo uma temeridade. No entender da maioria dos brasileiros conscientes, votar no PT significa conceder carta branca para ser roubado. Ou deixar roubar para também levar um pouquinho?

Informe seu Email para receber notícias :