linkaki

Procuradora afirma que bandido morto por mãe PM não poderia estar em liberdade, pois havia sido condenado 2 anos antes



A procuradora do Estado no Ministério Público de São Paulo (MPSP), Eliana Passarelli, saiu em defesa da policial militar que matou um bandido na porta da escola de sua filha neste fim de semana em São Paulo. Mestre em Direito pela PUC e membro do MPSP há 37 anos, promotora afirma no vídeo abaixo que a ação da policial foi correta e ressalta que ela salvou a vida de mães e alunos ao agir em legítima defesa.

Eliana Passarelli lembra que o bandido eliminado pela policial não poderia estar solto, pois havia sido condenado há dois anos, quando tinha 18 anos. O fato não teria ocorrido se o criminoso estivesse preso, lembra a procuradora. O homem que foi morto pela policial de folga após sacar uma arma em frente a uma escola particular em Suzano (SP) no sábado era um ladrão fichado e perigoso.



Reveja abaixo a ação da Policial:

Informe seu Email para receber notícias :