linkaki

Petistas são denunciados por tentativa de homicídio contra empresário em frente ao Instituto Lula



Mais dois participantes do espancamento contra o empresário Carlos Alberto Bettoni, praticada em frente ao Instituto Lula, no dia 5 de abril, em São Paulo, forma denunciados pelo  pelo Ministério Público do estado por tentativa de homicídio por motivo torpe e meio cruel contra a vítima.

Foram denunciados o ex-vereador de Diadema (SP) Manoel Eduardo Marinho, conhecido como Maninho do PT, e seu filho Leandro Eduardo Marinho. O empresário agredido foi operado e permaneceu internado por mais de 20 dias na UTI do hospital São Camilo, em São Paulo. No final de abril, foi para casa, apresentando um quadro de sequelas e dificuldade de locomoção. Ao ser empurrado, o empresário bateu a cabeça no para-choque de um caminhão e caiu no meio da rua, sofrendo traumatismo craniano.

Maninho e seu filho, que prestavam serviços ao ex-presidente Lula, agiram como selvagens quando avançaram para cima do empresário, que pedia calma. Após o ataque, não prestaram socorro ao empresário que ficou desacordado no chão e sequer verificaram se ele estava vivo ou morto. A agressão ocorreu bem próximo a um hospital, mas os agressores ignoraram o estado da vítima, assumindo o risco de que a morte pudesse ocorrer, segundo a promotoria.

Informe seu Email para receber notícias :