linkaki

Ninguém se beneficiou com retirada de Joaquim Barbosa e Lula da disputa presidencial. Quadro permanece estagnado com maioria indecisa



A última Pesquisa CNT/MDA para a corrida presidencial divulgada nesta segunda-feira (14) revelou um cenário que ja era esperado por quase metade dos eleitores do Brasil: o quadro permanece estagnado justamente pela má qualidade dos atuais pré-candidatos. Até mesmo e deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) que lidera com com 18,3% das intenções de votos, caiu cerca de 2% em relação à última pesquisa CNT/MDA.

Nesta nova pesquisa, nenhum dos pré-candidatos se beneficiou com a desistência de Joaquim Barbosa em disputar as eleições presidenciais de outubro.  O cenário exposto na atual pesquisa revela o quadro de estagnação das candidaturas, onde mais de 45% dos eleitores continuam demonstrando total apatia aos nomes sugeridos. A preferência por todos os pré-candidatos permanece estagnada há praticamente seis meses. Embora as amostragens despertem a desconfiança de pré-candidatos e de seus simpatizantes, as últimas pesquisas de institutos diferentes tem mostrado resultados bastante próximos dos números abaixo:

Cenário sem Lula, Barbosa e Temer

Jair Bolsonaro (PSL) – 18,3%
Marina Silva (Rede) – 11,2%
Ciro Gomes (PDT) – 9,0%
Geraldo Alckmin (PSDB) – 5,3%
Alvaro Dias (Podemos) – 3,0%
Fernando Haddad (PT) – 2,3%
Fernando Collor (PTC) – 1,4%
Manuela D´Ávila (PCdoB) – 0,9%
Guilherme Boulos (Psol) – 0,6%
João Amoêdo (Novo) – 0,6%
Henrique Meirelles (MDB) – 0,5%
Flávio Rocha (PRB) – 0,4%
Rodrigo Maia (DEM) – 0,4%
Paulo Rabello de Castro (PSC) – 0,1%
Branco/Nulo – 29,6%
Indecisos – 16,1%

A pesquisa ouviu 2.002 pessoas entre os dias 9 e 12 de maio, em 137 cidades de 25 unidades federativas, nas cinco regiões do país. O nível de confiança do levantamento é de 95%. A pesquisa foi registrada no último dia 8, com o número BR-09430/2018, segundo os dados disponibilizados no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Informe seu Email para receber notícias :