linkaki

Marielle Franco pode ter sido vítima de vereador e miliciano, diz o Globo



O Globo acaba de informar a possível participação do vereador Marcello Siciliano (PHS) e Orlando Oliveira de Araújo - ex-PM preso acusado de chefiar uma milícia, no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada com o motorista Anderson Gomes, no dia 14 de março, no Rio de Janeiro.

Segundo a publicação, "Um homem que trabalhou para um dos mais violentos grupos paramilitares do Rio procurou a polícia para contar, em troca de proteção" A testemunha afirma que o vereador Marcello Siciliano e o miliciando Orlando Oliveira de Araújo teriam planejado o assassinado da vereadora do PSOL.

Em três depoimentos à Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil, ele deu informações sobre datas, horários e até locais de reuniões entre o vereador e o miliciano, que hoje cumpre pena em Bangu 9. Também deu detalhes de como, segundo ele, a execução foi planejada. As conversas entre os dois teriam começado em junho do ano passado. Procurado pelo GLOBO, Siciliano disse que não conhece Orlando de Curicica e afirmou que se trata de "notícia totalmente mentirosa".

Confira a reportagem completa em O GLOBO

Informe seu Email para receber notícias :