linkaki

Lula é um picareta desequilibrado preso tentando interferir no processo democrático



Em entrevista publicada na ISTOÉ, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-ministro Nelson Jobim afirmou que há a possibilidade do ex-presidente Lula insistir em sua candidatura até o limite máximo possível.

Agoniado pelo fato de se tornar cada vez mais irrelevante, Lula amarrou o PT antes mesmo de se entregar à Polícia Federal no início de abril, quando seguiu para a prisão em uma sala no prédio da Polícia Federal, em Curitiba.

Da cadeia, Lula continua delirando e impondo a seus subordinados um papel ridículo de total subserviência perante a sociedade. Mutos petistas ficaram aborrecidos quando o ex-ministro Antonio Palocci se referiu ao partido como uma seita de lunáticos e desafiou os membros do partido a assumirem que Lula é um bandido de marca maior.

Aos olhos de pessoas normais, Lula é mesmo um desequilibrado mental que ignora qualquer senso do ridículo, mesmo após ter sido efetivamente preso por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Mas pelo visto, o ex-presidente não é o único lunático que finge ignorar que a maior parte da sociedade ainda mantém a sanidade e o senso crítico.

Há várias provas que Lula e seus subordinados são pessoas completamente sem noção do ridículo. O acampamento montado em frente ao prédio onde petista está preso é apenas um exemplo. Os inconvenientes apoiadores de Lula parecem sentir um prazer mórbido em causar transtornos aos moradores do bairro. Esta semana, o PT ingressou com representação no Tribunal Superior Eleitoral, com pedido de liminar, para garantir que um 'reserva' de Lula pudesse participar dos debates entre os pré-candidatos à Presidência que serão realizados pelo SBT, pelo portal UOL e pelo jornal "Folha de S.Paulo". Obviamente, o TSE negou mais este pedido dos lunáticos da seita de Lula. 

Informe seu Email para receber notícias :