linkaki

Governador de SP presta homenagem à Mãe PM que matou ladrão na porta de escola da filha



A cabo Katia da Silva Sastre, que reagiu à ação de um ladrão na porta de uma escola no bairro Jardim dos Ipês, em Suzano (Grande SP), na manhã deste sábado (12), foi homenageada pelo governador de São Paulo, Márcio França, neste Dia das Mães.

O governador participou de uma cerimônia no Comando de Policiamento de Área Metropolitana-4, na Vila Esperança, zona leste de São Paulo, em homenagem ao Dia das Mães. Márcio França entregou flores à policial militar que pode ter poupado a vida de inocentes graças ao seu preparo, presença de espírito e firmeza com que reagiu ao assalto. No vídeo capturado por câmeras de segurança, é possível perceber a cautela com que a cabo Katia da Silva Sastre reage para evitar que o bandido vitimasse alguma das mães e crianças que estavam na frente da escola.

Durante a cerimônia, o governador disse que aquele era o momento ideal para "cumprimentar a destreza, a técnica e a coragem" da cabo. 

"A gente não pode deixar de enaltecer toda a técnica que você usou nesse episódio, da maneira rápida que você agiu e, ao mesmo tempo, a coragem que você teve, porque poderia simplesmente se omitir naquela situação, pois estava de folga, à paisana", disse França à policial.

Questionado se o agradecimento não iria contra a filosofia de redução de letalidade policial, França afirmou que "a homenagem é feita porque é Dia das Mães, e ela é mãe".

"Ela foi a uma festa para comemorar a data e aconteceu uma situação dessas. Ela agiu tão precisamente, tão perfeitamente, que a gente resolveu homenageá-la", falou o governador à Folha.

"Claro, o rapaz morreu, não é o ideal. A gente gostaria que as pessoas não morressem", disse França.

"A gente faz isso para mostrar para as pessoas mais jovens que elas não se aventurem com arma na mão, porque estão sujeitas a morrer. Porque os nossos profissionais da segurança são bem treinados para fazer a segurança pública", afirmou o governador.

A cabo estava de folga quando disparou três vezes contra o ladrão, identificado como Elivelton Neves Moreira, 21. Ele caiu no solo e então foi desarmado. Ele foi encaminhado à Santa Casa da cidade, onde morreu. O bandido havia sido condenado há dois anos e não deveria estar em liberdade, segundo a procuradora do Estado no Ministério Público de São Paulo (MPSP), Eliana Passarelli, que também se solidarizou com a Mãe PM por meio de um vídeo divulgado nas redes sociais (AQUI)

Informe seu Email para receber notícias :