linkaki

Dilma e demais petistas irritados com o fato da Petrobras ter voltado a ser a empresa mais valiosa da América Latina



A ex-presidente Dilma Rousseff e os representantes da esquerda brasileira evitaram comentar a notícia de que Petrobras volta a ser a empresa mais valiosa da América Latina. A queda no valor de mercado começou a ocorrer ao final do primeiro mandato de Dilma..

A recuperação do valor de mercado vem acompanhada do anúncio de um lucro de mais de R$ 7 bilhões feito na semana passada, quando a companhia voltou a distribuir lucros aos acionistas, após um longo período de jejum. A Petrobras tinha perdido o posto de empresa mais valorizada na Bolsa em outubro de 2014, quando foi superada pela Ambev e depois caiu para a 3ª posição, ficando atrás do Itaú Unibanco.

Com a valorização de mercado, da Petrobrás, consolidou a margem de valor acima do patrimônio líquido, uma condição perdida já no segundo trimestre de 2011. Segundo a direção da companhia, a Petrobras está pronta para contribuir de forma significativa para a economia do país. Atualmente, a estatal repassa combustíveis para o mercado por um quarto do valor comercializado na bomba. O preço da gasolina que sai da Petrobras é de R$ 1,10 em média. O alto custo do combustível ao consumidor é em decorrência da alta carga tributária imposta pelos estados, como em Minas Gerais, que tem a gasolina mais cara do país.

A estatal estava beirando a falência pouco antes do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Saqueada pela organização criminosa comandada por Lula, a Petrobras foi totalmente aparelhada por diretores corruptos que desviaram bilhões da companhia durante os anos dourados de corrupção do PT. O e-presidente Lula acabou preso por receber vantagens indevidas por contratos superfaturados na estatal. A ex-presidente Dilma Rousseff, que ainda não foi presa, teve suas duas campanhas financiadas com dinheiro roubado da Petrobras, segundo testemunhas como Marcelo Odebrecht, Léo Pinheiro, João Santana e Monica Moura.

Ninguém no PT se pronunciou sobre a recuperação plena da Petrobras em apenas dois anos. Por determinação do presidente Michel Temer, a companhia não abriga mais indicações políticas em suas diretorias. Qualquer visita de político nas instalações da Petrobras hoje é monitorada e acompanhada por duas testemunhas. 

Informe seu Email para receber notícias :