linkaki

Degradação moral de Lula e do PT choca o mundo



Preso desde o início de abril, após ter sido condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Lula tem ocupado cada vez menos espaço na imprensa nacional. O interesse da imprensa internacional pelo petista também caiu significativamente, após o espetáculo protagonizado pelo ex-presidente e seus subordinados pouco antes de Lula se entregar à Polícia Federal, após passar dois dias refugiado no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, em São Paulo.

A notícia que as autoridades brasileiras encontraram  mais de R$ 9.6 milhões nas contas do petista, que usava ainda vários imóveis em nomes de laranjas, foi a gota d'água para muitos jornalistas que ainda tratavam o ex-presidente com certa relevância no cenário internacional.

No passado, apesar da corrupção endêmica nos governos petistas, a imprensa internacional até que chegou a dar algum crédito ao ex-presidente, que conseguiu vender ao mundo a imagem de exemplo do combate a miséria. Mas na medida em que o o nome do petista aparecia envolvido em novas denúncias em esquemas criminosos de lavagem de dinheiro, tráfico de influência internacional  e organização criminosa, o entusiasmo da imprensa estrangeira cedeu lugar a desconfiança.

Em poucos meses, Lula teve praticamente todos os seus amigos empresários, ex-ministros e tesoureiros de seu partido presos por esquemas de corrupção. Para completar o desencanto do resto do mundo com o petista, Lula e seus familiares se tornaram alvos de várias ações penais e passaram a figurar como réus em vários processos.

Chefes de Estado e figuras públicas de todo o mundo não atendem mais as ligações de apoiadores de Lula, que apelam por manifestações públicas em favor do condenado e até mesmo visitas ao petista na prisão.

Desde a prisão do petista, as manchetes sobre Lula ao redor do mundo noticiam apenas seus novos inquéritos e investigações em curso. "Se ninguém vai chorar no Brasil, imagine no exterior?"

Segundo analistas estrangeiros, o mundo já aguardava o momento da prisão de Lula. Não havia como duvidar de centenas de autoridades, da constituição e dos sistema judiciário brasileiros para dar crédito a alguém com tantas acusações. O juiz Sérgio Moro, por exemplo, é uma autoridade respeitada e admirada no cenário internacional. Já figurou como personalidade mais influente do mundo em revistas como a Forbes e a Fortune. É uma pessoa competente até mesmo para os mais altos padrões internacionais e membro da elite mundial de especialistas em crimes de lavagem de dinheiro.

Já o ex-presidente Lula, embora tenha se relacionado com Chefes de Estado em todo o mundo, acabou se identificando com a escória de ditadores corruptos, como Fidel e Raul Castro, Hugo Chávez e Nicolás Maduro e outros ditadores africanos. A imagem do ex-presidente sofreu um profundo desgaste internacional nos últimos anos. Agora, após a prisão e outras tantas denúncias sobre seus crimes, perdeu completamente o respeito do resto do mundo, assim como o PT, que defende a candidatura do criminoso condenado. 

Informe seu Email para receber notícias :