linkaki

Acabou. Gilmar Mendes acompanha maioria no STF e nega pedido de Lula para se livrar da cadeia



O ex-presidente Lula sofreu mais uma dura derrota no final início da noite desta quarta-feira, 09. Coube ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, definir o placar da votação eletrônica sobre o pedido de liberdade do petista. Após os votos contrários de Dias Toffoli e Edsno Fachin, Gilmar Mendes também votou no virtual contra a reclamação da defesa do ex-presidente Lula no recurso apresentado pela defesa do ex-presidente petista para reverter a sua prisão. Participam da votação eletrônica os cinco ministros da Segunda Turma do STF. Restam agora apenas os votos dos ministros Celso de Mello e Ricardo Lewandowski, mas o placar já foi definido com o voto de Gilmar Mendes.

“Ante o exposto, reitero e ressalvo o meu posicionamento pessoal sobre a matéria, mas acompanho o eminente Relator em homenagem ao princípio da colegialidade, confirmando a decisão que negou seguimento à reclamação, sem prejuízo da apreciação de outros casos que eventualmente se coloquem à jurisdição desta Corte”, conclui Gilmar Mendes.

Com isso, Lula perde um dos recursos considerados o mais importante pela defesa do petista, que alegava que o ex-presidente não poderia ter sido preso antes do julgamento dos embargos apresentados ao Tribunal Regional da 4.ª Região de Porto Alegre.

A maioria dos ministros da Segunda Turma do STF entenderam que os embargos não tinham o poder de alterar a sentença imposta por unanimidade pelos desembargadores do TRF-4. 

Informe seu Email para receber notícias :