linkaki

"Talvez eu até consiga me reeleger dizendo: ‘sou o Lula’”, diz Lindbergh Farias sobre a oportunidade fantástica com a prisão do petista



O ex-presidente Lula já avisou da prisão que não liberou o PT para tomar qualquer decisão sobre o lançamento de uma candidatura alternativa ao seu nome. Na carta divulgada pelo petista neste final de semana, Lula afirma que “Quando falei para o diretório agir com liberdade era pra evitar ideia de que o partido é refém do Lula. Só isso.”, alertou o petista, deixando claro que não deu carta branca para ninguém no partido propor outro nome no lugar do seu para as eleições de outubro.

Lula já está morto politicamente na prisão e a única alternativa de manter seu nome em evidência, além do cada vez mais minúsculo acampamento no entorno do prédio da PF em Curitiba, onde se encontra preso, é tentar forçar sua candidatura até o limite legal. Ao que tudo indica, Lula e o PT pretendem insistir no nome do petista, na esperança que ele consiga se safar da prisão até agosto.

O problema é que já tem muita gente de olho no espólio eleitoral de Lula. Além de políticos de outros partidos, como Ciro Gomes, Joaquim Barbosa e Marina Silva, gente do próprio PT tenta pegar carona na desgraça do ex-presidente. O líder do PT no Senado, Lindberg Farias, afirmou neste fim de semana que a prisão de Lula é uma ótima oportunidade para gente como ele, que não tinha mais esperança de se reeleger em outubro.

“A prisão do Lula fez o lulismo crescer, eu vejo isso nas ruas. Talvez eu até consiga me reeleger dizendo: ‘sou o Lula’”, afirmou Lindbergh em reportagem publicada na revista petista Carta Capital, aquela que, a pedido de Lula, recebeu R$ 3 milhões da Odebrecht. Em suas delações, Marcelo Odebrecht e seu pai, Emílio Odebrecht, confirmaram que pagaram 3 milhões de reais em propinas à revista.

Neste fim de semana, Lindbergh ousou realizar um ato na Baixada Fluminense, mas foi diligentemente ignorado pelo público, enquanto discursava em uma rua de Duque de Caxias, no Rio.

Informe seu Email para receber notícias :