linkaki

Rosa Weber destrói esperança de Lula e vota pela prisão do petista, negando HC



Mais um voto contra Lula no STF - o quarto de cinco. A esperança de Lula e de seus subordinados pairava sobre os ombros da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), a quinta integrante do colegiado a votar julgamento do habeas corpus no qual o ex-presidente o petista pede para não ser preso após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal. Considerada incógnita no julgamento da história do STF, a ministra sepultou a esperança de Lula e votou contra a concessão do habeas corpus ao petista.

Desesperados diante da possibilidade do voto contrário à Lula, os ministros Marco Aurélio Mello e Ricardo Lewandowski tentaram interferir na explanação da colega, tentando corrigir suas colocações, mas a ministra estava decidida e não recuou em sua disposição de negar o HC de Lula. A Presidente do STF intercedeu e pediu que Rosa Weber prosseguisse com seu voto.

Lula foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão e pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que aumentou a pena para 12 anos e um mês na ação penal do triplex do Guarujá (SP), na Operação Lava Jato. Até o momento, são contrários ao pedido de habeas corpus do petista. Caso seu pleito seja derrotado nesta quarta-feira, 04, o juiz Sérgio Moro poderá decretar sua prisão já nas próximas horas.

Até o momento, prevalece o voto contrário ao habeas corpus de Lula com a finalização do voto da ministra Rosa Weber. São 4 votos contra 1. Lula vai ser preso. A ministra respaldou a opinião da sociedade ao finalizar seu voto, sepultando a esperança do petista de conseguir se safar da prisão. Rosa Weber acompanhou o voto do relator, Edson Fachin, para o desespero de Marco Aurélio Melo e Lewandowski, que ainda tentaram se manifestar contra a decisão da ministra Rosa Weber.

Informe seu Email para receber notícias :