linkaki

Polícia Federal responsabiliza Dilma por esquema criminoso na compra de refinaria nos EUA



A Polícia Federal responsabilizou a ex-presidente Dilma Rousseff pelo esquema que causou prejuízo bilionário à Petrobras no caso da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. A perícias recentes realizadas pela PF revelaram o Conselho da Petrobrás, comandado por por Dilma na época da transação, agiu sem ‘zelo’ na compra da refinaria americana.

Segundo o Estadão, "Os laudos foram anexados ao inquérito de Pasadena que tramita sob tutela do juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba. A investigação deu origem à denúncia – aceita no dia 18 de março" pelo juiz responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância.

Após constatadas as irregularidades na transação, peritos da PF recomendam que serão necessárias novas medidas para que aprofundem as investigações, como a quebra dos sigilos bancários de todos os membros do Conselho da estatal na época. Entre eles, está a própria Dilma, Antonio Palocci, Cláudio Haddad, Fábio Colletti Barbosa, Gleuber Vieira e José Sergio Gabrielli.

“Nesse caso, admite-se como papel dos conselheiros o dever de evitar desvios (por erro ou fraude) dos diretores, em especial naqueles atos que exigem a sua expressa autorização”, afirma o laudo pericial que aponta o sobrepreço de US$ 741 milhões no negócio. Procurada pela reportagem do Estadão, a assessoria de Dilma disse que não poderia se manifestar porque não teve acesso aos relatórios da perícia.

Informe seu Email para receber notícias :