linkaki

Petista acusado de causar traumatismo craniano em empresário se diz vítima da imprensa



O ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, mais conhecido como Maninho do PT. apontado como o agressor que causou um traumatismo craniano em um empresário que  passava na porta do Instituto Lula, se diz agora vítima da imprensa e reclama de retaliações.

"Por conta das vinculações que tem sido feitas pelas mídias, onde está sendo reproduzida somente uma parte da situação, a família tem sofrido hostilização e retaliação por parte da população", afirmaram, em nota, advogados do ex-vereador.

"O senhor Manoel Eduardo Marinho também é pai de família, também é avô. A família no momento não tem estrutura emocional para se pronunciar", anotaram.

Maninho do PT não conseguiu se reeleger nas últimas eleições e hoje ocupa o cargo de assessor parlamentar do deputado estadual Teonilio Barba (PT). O petista e seu filho, Leandro Eduardo Marinho, foram apontados pelo delegado Wilson Zampieri como responsáveis pelas agressões que resultaram num quadro de traumatismo craniano em Carlos Alberto Bettoni, 56, na quinta-feira (5), em frente ao Instituto Lula.

A assessoria do Hospital São Camilo, onde o empresário segue internado, não confirmou se Carlos Alberto vai precisar passar por mais uma cirurgia.

Informe seu Email para receber notícias :