linkaki

O silêncio de presidenciáveis sobre os golpistas do STF que tramam para livrar Lula da prisão



O silêncio sepulcral dos pré-candidatos à Presidência em relação ao golpe em curso no Supremo Tribunal Federal para livrar o ex-presidente Lula da cadeia diz muito sobre a natureza dos políticos do Brasil. Até mesmo os mais barulhentos que pegaram carona nas manifestações a favor do impeachment da ex-presidente Dilma estão agora 'meio sumidos', ou aparecem nas Redes Sociais abordando temas de suas pré-campanhas.

Ninguém parece disposto a criticar abertamente os intocáveis do STF que ensaiam desafiar os anseios da nação, que quer ver o ladrão na cadeia. Lula foi condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no TRF-4, teve um habeas corpus negado por nove juízes, incluindo cinco ministros no Superior Tribunal de Justiça, e agora espera solução bizarra do STF para se livrar da cadeia.

Mesmo diante da comoção da sociedade com a ameaça do retrocesso da impunidade e as organizações de mobilizações populares programadas para esta terça-feira, os presidenciáveis estão preferindo o silêncio. Rabo preso, medo de perder votos dos órfãos de Lula, medo dos ministros do STF. Há muitos motivos para o silêncio dos pré-candidatos sobre o golpe em curso no país. 

Informe seu Email para receber notícias :