linkaki

O Exército está com o povo, garante General Villas Boas. Quem não gostou está contra o povo



A declaração do Comandante do Exército, General Villas Boas de que a instituição militar está ao lado do povo causou indignação de vários políticos da esquerda, jornalistas e artistas petistas. Villas Boas usou seu perfil no Twitter para manifestar o apoio do Exército aos milhões de brasileiros que tomaram as ruas do país na véspera do julgamento do habeas corpus de Lula no Supremo Tribunal Federal. O general O militar afirmou que “se mantém atento às suas missões institucionais” e compartilha “com os cidadãos de bem” o “repúdio à impunidade”.

A diferença desta vez é que Villas Boas não é um general da reserva com ambições poplítico eleitoreiras, Trata-se do Comandante do Exército Brasileiro, que tem se mantido vigilante em relação à situação do país ao longo dos últimos anos, desde o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Pouco antes de sua declaração, Villas Boas havia se reunido com o presidente Michel Temer.

A declaração de apoio do Exército ao povo causou reação imediata nas redes sociais e na imprensa. Como já era de se esperar, jornalistas e representantes da esquerda como Gleisi Hoffmann, Guilherme Boulos, Jean Wyllys e os demais subordinados de Lula na imprensa repudiaram as declarações do Comandante do Exército.

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, responsável pelo vergonhoso acordo com os criminosos da JBS que teve como pano de fundo uma trama patrocinada pela Rede Globo para derrubar o governo também não gostou das declarações do General Villas Boas e disse que "Isso definitivamente não é bom. Se for o que parece, outro 1964 será inaceitável", afirmou Janot.

O fato é que o Comandante do Exército Brasileiro declarou publicamente que está com o povo contra o fim da impunidade. Quem está contra ele, está contra o povo e a favor dos bandidos.


Informe seu Email para receber notícias :