linkaki

O arquiteto do crime do PT está com raiva, preso e louco por trocar o que sabe pela redução de pena.



Ao que tudo indica, o anúncio da assinatura do acordo de delação premiada entre o ex-ministro Antonio Palocci e a Polícia Federal divulgado nesta quinta-feira, 26, tem tudo para tirar o sono de muita gente no PT e fora do partido.

O ex-ministro ainda é relativamente jovem, tem 57 anos, é culto e homem de hábitos refinados. Médico por formação, Palocci é fundador do PT e integrou o núcleo duro do partido por mais de 35 anos. É possível deduzir que, dada a sua inteligência, articulação e posição na hierarquia do partido, Palocci tenha estado presente na gênese dos mais esquemas de corrupção do PT e atuado como arquiteto de crimes financeiros que viabilizaram o famigerado plano de poder dos integrantes do partido.  Federal no âmbito da Lava jato revelam novos detalhes sobre a corrupção do PT nos governos de Lula e Dilma.

As revelações agrupadas no acordo de delação de Palocci com a PF podem não ser nada animadoras para o partido e seus líderes. Há ainda um ingrediente precipitador explosivo no acordo de Palocci: o aprofundamento do comprometimento do ex-ministro Guido Mantega com os escabrosos esquemas de corrupção dos governos de Dilma. Neste aspecto, a delação de Paloccí é mais que devastadora.

Palocci roubou para ele e para o partido em três frentes: no BNDES, na Petrobras e no governo, através de nebulosas relações com o sistema financeiro. O ex-ministro atuou de forma direta a propiciar vantagens econômicas para a organização criminosa comandada pelo ex-presidente Lula nas mais diversas áreas de contratação com o Poder Público, tendo sido ele próprio e personagens de seu grupo político beneficiados com vultosos valores ilícitos. Palocci atuou ainda na conversão de medidas provisórias que resultaram em benefícios fiscais para empresas 'amigas' do PT.

O acordo de Palocci é apenas a ponta do iceberg. Seus relatos devem resultar em desdobramentos inimagináveis, como ele próprio garantiu ao juiz Sérgio Moro durante interrogatório. O ex-ministro confirmou seu potencial de dar muito trabalho para a Lava Jato e deve envolver novas revelações  sobre esquemas de corrupção nos governos de Lula e Dilma.

Palocci está com raiva e louco para retomar sua vida sofisticada, cercada de conforto, e poder desfrutar os milhões que Lula disse que ele tinha em algum lugar, logo que tentou firmar um acordo de delação no ano passado. Palocci foi o único petista diretamente atacado por Lula e Dilma, logo após ter sido preso e prometer colocar a boca no mundo. Os dois ex-presidentes se anteciparam e partiram para o ataque contra o ex-ministro, chamando-o de mentiroso. Palocci não vai morrer na cadeia e permitir que Lula e Dilma continuem o desenhando como um monstro. Ele é apenas o arquiteto do crime do PT e, como tal, sabe muito bem em que alicerces colocar as dinamites que vão implodir o partido e suas lideranças. 

Informe seu Email para receber notícias :