linkaki

O acampamento da vergonha agora tem vaquinha. PT continua queimando pneus, bloqueando vias e fazendo zona no país



Em nome da Democracia, Lula e seus subordinados do PT roubaram o país mais que qualquer grupo político ao longo de toda a história da República. O partido, reconhecido pela maior parte da população e por algumas autoridades como uma organização criminosa, sofreu a maior derrota de sua história nas últimas eleições municipais e agora caminha para a extinção após a prisão de seu chefe maior. Apesar da prisão de Lula e das denúncias e inquéritos criminais envolvendo praticamente toda a cúpula do partido, o PT continuam falando em Democracia para justificar a zona que ainda fazem país afora.

A fumaça de pneus queimados é uma das mais tóxicas do mundo e pode afetar severamente a saúde de idosos e crianças, sobretudo aquelas que enfrentam problemas respiratórios. Mas o PT nunca se importou com a vida dos brasileiros e estimulam seus subordinados remunerados à queima de pneus e bloqueios de vias públicas de tráfego intenso e em áreas densamente povoadas. 

Não há Democracia quando um grupo de baderneiros insiste em desafiar as autoridades e inibir a liberdade do cidadão de ir e vir. Desde a prisão do ex-presidente, líderes de esquerda se juntaram a militantes remunerados mortos de fome do MST e ergueram uma favela móvel nas imediações da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. 

Cerca de 1500 figurantes contratados por diárias em torno de R$ 30,00 estão no local incomodando e tirando a liberdade dos moradores do bairro. Os inconvenientes não se importam em fazer suas necessidades em muros e calçadas, ameaçam moradores e violam o preceito Democrático que garante o direito sagrado do cidadão de ir e vir. Famílias já não podem mais sair de suas casas, temendo o pior, e também estão impedidas de receberem visitas. 

No lugar de se mancar e deixar o lugar, o PT acaba de lançar uma vaquinha virtual para arrecadar fundos para manter o acampamento da vergonha. O Brasil deve permanecer atento ao que está acontecendo em Curitiba neste momento. Um criminoso condenado está atraindo milhares de cúmplices para posar de vítima e tentar se livrar de sua condenação pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Seus cúmplices fazem do local uma vitrine eleitoral, imaginando que vão angariar votos nas próximas eleições.

Há poucos dias, uma comitiva composta por cerca de 15 políticos, entre governadores e senadores, tentou forçar uma visita ao condenado. Na ocasião, posaram para fotos compartilhadas nas redes sociais, numa espécie de campanha tendo como cabo eleitoral um criminoso condenado que ajudou a desviar bilhões do povo.

A dúvida é se os que não se importam em mostrar a cara na defesa do ladrão estão mesmo desesperados por votos de pessoas que não dão a mínima para a Democracia ou se estão com o rabo preso com Lula. Abaixo, a lista dos políticos que foram beijar os pés do criminoso condenado:

Governador do Acre - Tião Viana
Governador de Alagoas - Renan Filho
Governador da Bahia - Rui Costa
Governador do Ceará - Camilo Santana
Governador do Maranhão - Flávio Dino
Governador de Minas Geais - Fernando Pimentel
Governador da Paraíba - Ricardo Coutinho
Governador de Pernambuco - Paulo Câmara
Governador do Piauí -Wellington Dias
Governador do Rio Grande do Norte - Robinson Faria
Governador de Sergipe - Belivaldo Chagas
Senador Lindbergh Farias
Senadora Gleisi Hoffmann
Márcio Costa Macedo - vice-presidente do PT
Angelo Vanhoni - ex-deputado federal

Informe seu Email para receber notícias :