linkaki

Lula não tem prazo para ser preso e negocia rendição. Os últimos minutos de liberdade do ladrão




O ex-presidente Lula vive seus últimos minutos de liberdade, desde que se refugiou na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. Neste momento, já venceu o prazo para que o petista se entregasse à Polícia Federal.

Lula teve sua prisão decretada pelo juiz federal Sergio Moro nesta quinta-feira. O magistrado deu a “oportunidade” para que o ex-presidente se apresente “voluntariamente” a Polícia Federal de Curitiba até as 17h desta sexta-feira.

Lula anunciou que faria um discurso no carro de som estacionado em frente a sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde estão concentrados militantes e sindicalistas supostamente dispostos a tentar impedir a prisão do petista. Segundo fontes, Lula estaria negociado a sua rendição, mediante um aumento do prazo limite imposto no ofício expedido pelo juiz Moro. Tecnicamente, Lula não pode ser considerado foragido, uma vez que foi o próprio Moro quem lhe concedeu a “oportunidade” de se entregar. Neste momento, há uma negociação para o cumprimento da decisão judicial. Enquanto a prisão não ocorre, cineastas registram imagens que devem ser usadas nas campanhas do PT em outubro. A ideia é registras o momento em que o petista for detido pela Polícia Federal. Embora o mandado de prisão do petista já tenha sido expedido, as negociações envolvendo o momento da prisão ainda não foram concluídas.


Informe seu Email para receber notícias :