linkaki

Lula não será preso nos próximos 30 dias, confirma presidente do TRF-4



Contrariando expectativas gerais, inclusive por parte de dirigentes do PT. o ex-presidente Lula não será preso nos próximos trinta dias. A informação foi confirmada pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores

Segundo o presidente do TRF-4, o Tribunal deverá demorar cerca de 30 dias para analisar novos embargos de declaração que possam ser interpostos pela defesa de Lula no tribunal. Em entrevista concedida para a rádio Jovem Pan, o presidente do Tribunal explicou que, apenas após a decisão sobre novos recursos da defesa de Lula, o juiz Sérgio Moro deve ser comunicado para determinar o cumprimento da pena de prisão aplicada ao petista.

"Anuncia-se que talvez ele interponha novos embargos de declaração. Então, estes embargos deverão ser examinados pelo tribunal. A partir do momento e após o julgamento destes novos embargos, se forem interpostos, o relator do processo, desembargador Gebran, aí sim está autorizado a comunicar o juiz Moro para eventual cumprimento da decisão que foi tomada no dia 24 de janeiro deste ano", disse Thompson Flores.

O presidente do TRF-4 afirmou que "Nos embargos de declaração, as hipóteses de cabimento são muito restritas. No caso presente, já houve embargos de declaração, já foram examinados pelo tribunal. Então, se forem apresentados novos embargos, a hipótese será mais restrita ainda porque a matéria já foi examinada", explicou o presidente do TRF-4.

O STF autorizou a prisão do ex-presidente Lula na noite desta quarta-feira, 04, quando a maioria dos ministros negaram um habeas corpus no qual o petista pedia para não ser preso ao fim da jurisdição no TRF-4. Segundo o Estadão, "a ordem de prisão e o local onde o ex-presidente cumprirá sua pena deverão ser definidos por Sérgio Moro, juiz de primeira instância do caso".

Informe seu Email para receber notícias :