linkaki

Lula diz que vale à pena morrer pelos mortadelas. A única mobilização pelo ladrão no país começa a minguar



O ex-presidente Lula voltou a apelar para o vitimismo ao se dirigir aos poucos militantes que ainda resistem em frente ao prédio da Polícia Federal em Curitiba, onde o petista está preso. Tentando sensibilizar os manifestantes que lhe garantem cada vez menos espaço na imprensa, Lula mandou uma mensagem dramática aos desocupados que fazem vigília por ele nesta quarta-feira, 18, apelando para que permaneçam acampados em Curitiba. “Se eu não tivesse feito nada na vida e construído com vocês essa amizade, já me faria um homem realizado. Por vocês valeu a pena nascer e por vocês valerá a pena morrer.”

Difícil vai ser convencer o últimos remanescentes do acampamento da vergonha a resistirem por muito tempo. Lula mal começou a cumprir sua pena de 12 anos e um mês de prisão, após ter sido condenado logo de cara na primeira de sete ações penais.

O petista não esconde seu desespero com a redução da mobilização na frente de sua prisão, a única em todo o país, que começa a se diluir, na medida em que perspectiva de que Lula não sairá da prisão tão cedo. Em seu apelo dramático pela resistência dos mortadelas, Lula não se acanha em apelar para sentimentalismos baratos: “Queridos e queridas, companheiras e companheiros, vocês são o meu grito de liberdade todo dia.”

Em poucos dias, Lula ouvirá o tradicional bom dia apenas dos agentes federais que o vigiam 24 horas por dia na sala em que se encontra encarcerado no quarto andar do prédio da PF. 

Informe seu Email para receber notícias :