linkaki

Lula chegou a dizer que a bíblia não resolve nada quando o assunto é política - De nada adiantou blasfemar



O ex-presidente Lula protagonizou espetáculos homéricos de esperneio, na medida em que era acuado pelas investigações da Operação Lava Jato. O petista havia se tornado cada vez mais apreensivo com a aproximação do dia em que seria finalmente trancado na cadeia pelo juiz federal Sérgio Moro,  adotando uma estratégia de provocar os membros da Lava Jato.

Durante um evento do PT sobre a Lava Jato em São Paulo, o petista partiu para o ataque e criticou o procurador que o apontou o como o líder da organização criminosa que agia na Petrobras; "Fomos criados para mudar a história deste país e para agir corretamente. Quem comete erro paga pelo erro que cometeu. A instituição é muito forte. E aquele Dallagnol sugerir que o PT foi criado para ser uma organização criminosa... O que aquele moleque conhece de política? Ele nem sabe como se monta um governo. Não tem a menor noção. Ele acha que sentar em cima da Bíblia dele dá a solução de tudo", disse Lula, referindo-se à sua visão particular de que só é possível fazer política jogando sujo.

Em artigo publicado no próprio site do PT, membros do partido admitiram que, sem o uso de esquemas ilícitos como o uso de dinheiro roubado do contribuinte, o partido jamais teria conseguido eleger seus candidatos.

Para Lula e os demais membros do PT, não havia como fazer política sem chafundar na lama da corrupção. O petista omitiu que, além de lançar mão de esquemas criminosos de financiamento de suas campanhas, sobretudo junto a Odebrecht e JBS, também se beneficiou pessoalmente através de uma conta corrente de propina mantida pela empreiteira em seu nome, com um saldo de R$ 35 milhões, com os quais Lula comprou imóveis em nome de laranjas e pagava suas despesas com aluguel de jatinhos. Para esta gente, a bíblia é apenas um livro feito para idiotas. Não é por acaso que Lula e boa parte do PT foram e vão parar atrás das grades nos próximos anos. 

Informe seu Email para receber notícias :