linkaki

José Dirceu disse que a força do PT está no povo e exigiu ódio da militância contra condenação de Lula



O criminoso condenado e ex-ministro petista José Dirceu disse há poucos dias que a força de Lula e do PT está no povo, insinuando que a mobilização da militância seria suficiente para impedir que Lula fosse condenado. Dias antes, às vésperas do julgamento de Lula em Porto Alegres, o petista fez mais um apelo à militância,: "A hora é de ação, não de palavras, transformar a fúria e revolta, a indignação e mesmo o ódio em energia, para a luta e o combate. Todos a Porto Alegre dia 24, o dia da revolta", diz Dirceu; "Criar mobilizar um dois três.... milhares de comitês em defesa de Lula. Denunciar, desmascarar e combater a fraude jurídica e o golpe político. As ruas para ir as urnas e derrotar os inimigos da democracia da soberania do povo trabalhador e do Brasil", pedia o ex-ministro.

Como se viu, Lula foi condenado por unanimidade pelos desembargadores do TRF-4 a uma pena de mais de 12 anos em regime fechado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, e não aconteceu nada. O mesmo aconteceu, ou seja, nada, após o STF ter autorizado a prisão de Lula. Ninguém foi para as ruas incendiar o país, como o próprio Lula e vários de seus subordinados haviam prometido, caso este dia chegasse. O dia chegou e Dirceu sumiu. A militância também. 

Informe seu Email para receber notícias :