linkaki

Governador do Paraná chama delegado da ocorrência do tiro no ônibus de Lula de mentiroso e esquerdopata



O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), não poupou críticas ao delegado responsável pela ocorrência que registrou o suposto ataque a tiros contra a caravana do ex-presidente Lulano interior do estado. Sem colocar muita fé no episódio, Richa afirmou que “parece que foi uma coisa muito localizada”.

O governador do Paraná negou que tenha havido negligência por parte das forças de segurança do Estado e confirmou que a Polícia Civil está fazendo perícia para ver o que houve. Para comprovar que as acusações vindas de Lula e do PT não procedem, Richa lembrou durante entrevista à Folha que o "pessoal da caravana agradeceu, meu pessoal passou mensagem para mim em Foz do Iguaçu [antes do ataque], a intervenção rápida da polícia para evitar confronto de manifestantes com a caravana, manifestantes dos dois lados, garantindo a segurança da caravana, do ex-presidente, a realização do evento".

Durante a entrevista, Richa colocou em dúvidas as informações prestadas pelos petistas logo após o incidente: "Não posso dizer o que foi, o que não foi, estou baseado em informações recebidas. Ninguém presenciou isso, mas a Polícia Civil está fazendo uma investigação rigorosa, uma perícia para tentar identificar de onde vieram os tiros e quem pode ter sido".

O governador demonstrou um certo descontentamento sobre um suposto ativismo político do delegado Wilkison Arruda, de Laranjeiras do Sul, que aproveitou-se do episódio para fazer críticas ao governo, afirmando que faltava estrutura à Polícia Civil, que a demora na chegada de peritos ao local deu-se em razão da extrema precariedade a que está submetido o Instituto de Criminalística.


Richa chamou o suposto militante petista de mentiroso e negou as afirmações do delegado, que foi afastado informalmente do caso: "Mentira dele, mentira. Liga para o diretor-geral da Polícia Científica. Ele vai dizer que nunca houve tanto investimento na Polícia Científica quanto no nosso governo. Inaugurei dois IMLs nas duas últimas semanas, Londrina e Curitiba. Liberei a contratação de 28 técnicos, médicos legistas e tudo. Sabe como é funcionário público. Alguns têm mania de querer o paraíso. Pergunta quanto é o salário dele. Não é verdade. Esse cara está aproveitando o incidente para fazer críticas ao governo? Mas sempre tem os esquerdopatas no meio do funcionalismo", afirmou Richa, referindo-se ao delegado Wilkison Arruda. Durante a entrevista, Richa não soube precisar se o delegado também é um sindicalista.

Em off, peritos da delegacia especializada que assumiu o caso chegaram a ventilar que o delegado que cuidou da ocorrência logo no início estava muito 'empolgadinho' e teria se precipitado em suas declarações antes de ter sido feita qualquer perícia. 

Informe seu Email para receber notícias :