linkaki

Ex-ministro do STF ligado a Marina, Ayres Britto diz que não teria prendido Lula



O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Carlos Ayres Britto, está empenhado em promover uma aliança política entre a pré=candidata Marina Silva e o indeciso colega do STF, Joaquim Barbosa. A própria Marina Silva, segundo a imprensa, vê em Barbosa seu maior sonho de consumo como vice em sua chapa para o Palácio do Planalto.

Barbosa se filiou ao PSB, o mesmo partido que Marina concorreu à Presidência em 2014. O ex-ministro do STF esteve em uma festa promovida pelo partido em Brasília, na qual havia a expectativa de anunciá-lo oficialmente como pré-candidato da Legenda. Barbosa foi lá, curtiu a tietagem, foi bajulado por todos os presentes, fez charme, mas ao final, afirmou que 'ainda não se decidiu' sobre sua candidatura.

É neste clima de incerteza que o ex-ministro do STF,  Ayres Brito, aposta. O colega de Barbosa pretende promover novo encontro entre com Marina Silva para tentar viabilizar um entendimento sobre a formação de uma chapa com a pré-candidata da Rede. A aliança seria fundamental para que Marina conseguisse mais tempo na TV e o apoio da base política do PSB. Seu partido, a Rede, tem apenas três parlamentares em Brasília.

Segundo o colunista Lauro Jardim, em sua participação no programa de Roberto D'Avila que vai ao ar hoje, às 21h30, na Globonews, "o ex-ministro do STF Ayres Britto foi perguntado sobre a prisão de Lula. Britto, hoje muito próximo de Marina Silva, respondeu assim:

— Pois, é... Eu não teria prendido o Lula".

Joaquim Barbosa, apontado como o homem que livrou Lula do Mensalão, já declarou publicamente que votou no condenado e em Dilma, e disse não se arrepender. Marina passou praticamente metade da vida no PT, tendo sido cúmplice de todo o projeto de poder da legenda. Agora, Ayres Britto, um ex-ministro do STF declara que não prenderia o criminoso condenado. De fato, há muita afinidade entre todos os citados, de modo que uma aliança entre eles não surpreenderia em nada. 

Informe seu Email para receber notícias :