linkaki

Evite perguntar como está seu amigo petista nos próximos dias. Os cúmplices do ladrão podem confundir educação com provocação



Após protagonizar um triste espetáculo de resistência à prisão, o ex-presidente Lula finalmente se entregou à Polícia Federal e foi preso neste sábado, 07 de abril. O petista resistiu à prisão por mais de 48 horas, após a expedição um mandado de prisão emitido pelo juiz Sergio Moro. Lula já se encontra em poder da PF e deve iniciar neste sábado o cumprimento de sua pena de 12 anos e um mês de prisão a qual foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do tríplex.

Nos próximos dias, tente ser cauteloso quando se dirigir a qualquer petista, esquerdopata ou ativistas de esquerda de modo geral. Evite perguntar como o sujeito está, se está tudo bem e, em casos mais extremos, até mesmo um bom dia pode ser perigoso. Há o risco de algum cúmplice do ladrão confundir qualquer gesto de educação com provocação e querer partir para a ignorância.

Procure ainda ignorar as mudanças de humor destes grupos nos próximos dias. Afinal, foram décadas se permitindo enganar pelo criminoso condenado que conseguiu desviar bilhões do dinheiro do contribuinte graças à estupidez de simpatizantes fanáticos. Tente ainda ignorar quando algum petista tentar justificar sua própria burrice com aqueles argumentos manjados de que Lula é inocente, que foi preso injustamente e outras narrativas cultivadas como capim. Diga apenas que "é complicado" e mude de assunto imediatamente. Minta, diga que gostou muito do novo disco do Chico Buarque ou que achou alguma graça do espetáculo do Gregório Duvivier.

Lula foi preso, mas a vida segue. Logo logo, o petista será tão lembrado quanto o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que está mofando na prisão em Curitiba há mais de dois anos. Ninguém costuma se lembrar de petista preso mesmo. O que incomoda é petista criminoso solto. 

Informe seu Email para receber notícias :