linkaki

Denúncia de que Joaquim Barbosa batia em mulher pode atrapalhar suas pretensões eleitorais.



A denúncia da Jornalista Madeleine Lackso de que Joaquim Barbosa “Batia em mulher e era autoritário” pode atrapalhar as pretensões eleitorais do polêmico ex-ministro do STF. Recém filiado ao  PSB (Partido Socialista Brasileiro), Barbosa é cotado pare disputar a Presidência nas eleições de 2018 ou formar uma chapa com a pré-candidata da Rede, Marina Silva, na condição de vice.

A jornalista Madeleine Lackso, da Gazeta do Povo, comentou há poucos dias sobre sua experiência profissional quando atuou durante dois anos em que trabalhou no Supremo Tribunal Federal, quando assumiu a Coordenadoria de Rádio da Corte, no ano de 2008.

Em um de seus comentários no canal oficial da Gazeta do Povo há poucos dias, a jornalista falou sobre sua experiência nos bastidores do STF e colocou em dúvida a conduta de Joaquim Barbosa, então presidente do Supremo. Segundo Madeleine Lackso, o histórico de homem arrogante que batia em mulheres forma um currículo que não corresponde às expectativas da sociedade quanto a um possível pré-candidato à Presidência.

“Eu convivi com ele durante dois anos.“, diz a jornalista sobre Joaquim Barbosa. "A minha opinião sobre gente que bate em mulher é: pode se recuperar e conviver em sociedade depois do tratamento? Pode. Mas ser Presidente do Brasil, não pode”. Acompanhe o relato da profissional no vídeo abaixo:



Com informações do Conexão Política

Informe seu Email para receber notícias :