linkaki

Avião de Eduardo Campos pode ter sido sabotado, aponta laudo



O trágico acidente aéreo que vitimou o ex-candidato à presidência da República em 2014, Eduardo Campos, pode ter ocorrido em decorrência de sabotagem. Segundo peritos, sensor de velocidade estava desligado.

Eduardo Campos morreu no acidente aéreo faltando cerca de dois meses para a eleição presidencial daquele ano, na qual figurava como um dos favoritos. A ex-senadora Marina Silva que ocupava a chapa como vice acabou disputando a eleição, mas não conseguiu disputar o segundo turno, no qual seguiram na disputa a ex-presidente Dilma Rousseff e o senador Aécio Neves.

A tragédia envolvendo o então candidato Eduardo Campos chocou o Brasil. O avião que levava o político pernambucano caiu em Santos, no litoral paulista, matando também outras seis pessoas.
Segundo o SBT notícias, "Nesta semana, peritos contratados pela família do ex-candidato divulgaram um laudo que aponta uma possível sabotagem na aeronave. Segundo o documento, os sensores de velocidade estavam desligados, o que pode ter influenciado os pilotos a tomarem decisões erradas".

Informe seu Email para receber notícias :