linkaki

Vão dizer que é Golpe! PT apavorado com laudo que pode desmascarar armação de ataque a caravana de Lula



Integrantes do PT estão apreensivos com a possibilidade do laudo que investiga o ataque contra a caravana do ex-presidente Lula apontar para alguma armação no incidente. O receio de que as investigações apontem para algum tipo de fraude preocupa dirigentes do PT e representantes da esquerda brasileira. Obviamente, qualquer perícia que aponte que houve de fato armação na denúncia dos petistas sobre os supostos tiros nos ônibus da comitiva de Lula deve ser classificada pelos petistas como 'golpe'.

Os petistas ficaram particularmente incomodados com o fato da Polícia Rodoviária Federal (PRF) ter confirmado que três veículos acompanhavam a caravana, após terem acusado o governo de negligência com a segurança da comitiva. Além de desmascarar as alegações de que a comitiva transitava sem escolta, a PRF informou que não observou qualquer situação suspeita durante o trajeto, além de ter colocado em dúvida a presença de Lula em um dos ônibus. Não se sabe se o petista embarcou no ônibus no momento em que a a caravana fez uma parada na BR-277, faltando apenas 2 quilômetros para chegar à Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), em Laranjeiras do Sul.

Estranhamente, Lula não aparece no vídeo onde os petistas apontam para os disparos na lataria do ônibus. Outro fato que chamou a atenção em outro vídeo, já na Universidade Federal da Fronteira Sul, a senadora Gleisi Hoffmann parece 'informar' a Lula que a caravana havia sido alvo de uma emboscada. Na ocasião, a petista chegou a afirmar que dois tiros atingiram os vidros dos ônibus 'de raspão', algo completamente impossível de ser constatado sem uma perícia.

A própria PRF informa não saber o motivo da parada da comitiva, faltando apenas dois quilômetros para chegar à UFFS, em Laranjeiras do Sul. Os policiais que acompanhavam a comitiva permaneceram dentro dos veículos e estranhamente não foram chamados pelos integrantes da comitiva para constatarem os supostos disparos na carroceria dos ônibus.

Conforme testemunhas, os veículos pararam para averiguar um pneu furado. Durante essa parada, ainda conforme as testemunhas, os passageiros perceberam as marcas dos tiros. Lula não aparece nos vídeos registrados pelos integrantes da comitiva e ninguém chamou os policiais da PRF, que estavam próximos em veículos à paisana.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp-PR), o laudo deve ficar pronto na semana que vem.

Informe seu Email para receber notícias :