linkaki

Temer responsabiliza Lula e o PT por suposto ataque a tiros contra caravana do petista



O presidente Michel Temer responsabilizou indiretamente o ex-presidente Lula e seus subordinados do PT pelo suposto ataque contra a caravana do ex-presidente Lula ocorrido na véspera no Paraná.

O presidente lamentou o ocorrido, mas insinuou que a responsabilidade pelo clima de instabilidade e divisão no país vem do passado e do discurso de "uns contra outros" que caracterizou a carreira política de Lula ao longo das últimas décadas.

É uma pena que tenha acontecido isso. Ficamos no país com essa coisa raivosa, isso não é útil", disse Temer. "Agora, devo dizer também que na verdade essa onda de violência não foi pregada talvez por esses que tomaram essa providência. Talvez tenha começado lá atrás, e a história de uns contra outros cria essa dificuldade que gera atritos dessa natureza", alertou Temer.

“É uma pena que tenha acontecido isso, porque vai criando um clima de instabilidade no país, de falta de pacificação, que é indispensável no presente momento”, disse Temer em entrevista à rádio Bandnews de Vitória, no Espírito Santo.

Obviamente, Temer se referiu ao espetáculo de hostilidades que Lula foi alvo ao longo de sua caravana pelo Sul, e não apenas ao episódio suspeito envolvendo disparos contra a comitiva do petista. Lula incita o ódio contra seus opositores há décadas, debocha dos 'coxinhas' e chegou a encorajar seus seguranças a darem 'porrada' em manifestantes durante a caravana no Sul do país, onde  o petista foi recepcionado por chuvas de ovos em várias cidades.

Horas mais tarde, Temer voltou a se manifestar sobre o caso em seu perfil no Twitter:

Informe seu Email para receber notícias :