linkaki

Sérgio Moro condena o ex-presidente do Banco do Brasil e da Petrobras de Lula e Dilma a 11 anos de prisão



O juiz federal Sérgio Moro acaba de condenar o ex-presidente da Petrobras e do Banco do Brasil dos governos Lula e Dilma, Aldemir Bendine,  a 11 de prisão na Operação Lava Jato. O homem de confiança do PT foi condenado nesta quarta-feira (7), pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

O ex-presidente da Petrobras foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de receber R$ 3 milhões em propina da Odebrecht, para facilitar contratos entre a empreiteira e a estatal.

Moro determinou o início de cumprimento da pena em regime fechado. De acordo com a sentença, a progressão do regime fica condicionada à devolução do “produto do crime”. Bendi está preso desde o dia 27 de julho de 2017, quando a força-tarefa da Lava Jato deflagrou a 42ª fase da operação, denominada "Cobra".

Bendine ocupou presidência do Banco do Brasil, a convite do ex-presidente  Lula da Silva e foi nomeado presidente da Petrobras pela ex-presidente Dilma Rousseff, após a então presidente da estatal, Graça Foster, divulgar um rombo de mais de R$ 80 bilhões em esquemas de corrupção na Petrobras. 

Informe seu Email para receber notícias :