linkaki

O que acontece no país se Lula for preso? Nada.



O ex-presidente Lula protagonizou cenas deploráveis ao longo do ano de 2017 ao longo de sua caravana pelo país. No lugar de demonstrar força política para tentar intimidar os membros do Judiciário responsáveis por seus processos, Lula comprovou que não é mais capaz de mobilizar duas Kombis de simpatizante. A carava foi um fracasso total e em um de seus últimos episódios, Lula foi proibido pela direção da Petrobras de realizar um comício nas dependências do Complexo Petroquímico do Estado do Rio (Comperj). A direção da unidade mandou chamar a polícia para impedir que Lula criasse algum tumulto. O petista foi obrigado a realizar o ato em cima de uma caminhonete estacionada do lado de fora do complexo e falou para cerca de 50 sindicalistas levados pela CUT.

Lula e o PT também convocaram militantes de todo o país para comparecerem em Curitiba nos dias de seu interrogatório, de julgamento na 13.ª Vara Federal de Curitiba e na análise do recurso no TRF-4 relativo a sua condenação no caso do triplex. Lula e seus subordinados prometeram a realização de atos monstro, mas não conseguiram lotar nem 10 dos 50 ônibus alugados em São Paulo para acompanhar o julgamento no TRF-4, no dia 24 de janeiro.

Mesmo entre aqueles que ainda simpatizam com o ex-presidente e seu partido, quase ninguém no país está mais disposto a sair nas ruas para defender um criminoso condenado que tem ainda mais seis ações penais pela frente. Nem mesmo os subordinados mais espalhafatosos como Lindbergh Farias, Wadih Damous e Humberto Costa se arriscam a protagonizar os espetáculos de histeria de alguns meses atrás. Pelo contrário. Há muita gente no PT torcendo para que o petista seja logo preso para que possam tomar conta do partido, mantido como escudo político por Lula até o momento.

Se for preso será nos próximos dias, nada acontecerá no país. A tendência é de que o petista seja esquecido gradativamente pela imprensa, que terá que se ocupar em cobrir a corrida eleitoral deste ano. O público também não deve se interessar muito por detalhes da rotina de um presidiário. Embora a prisão de Lula não seja suficiente para virar a página da corrupção do PT no país ao longo de quase uma década e meia. o petista deixará de ser um dos assuntos mais comentados na imprensa e nas redes sociais. Tem ainda a Dilma, Gleisi Hoffmann e outras estrelas que devem ainda prestar contas à sociedade.  

Informe seu Email para receber notícias :