linkaki

Lula e o vídeo mais espetacular dos últimos anos. Após tentar destruir Moro, petista implora para preservar sua reputação internacional



Uma das passagens mais marcantes da sequência de derrotas impostas ao ex-presidente Lula ao longo da Operação Lava Jato foi a tentativa do petista de impedir que sua reputação internacional fosse destruída pela divulgação das descobertas sobre seus crimes por parte da força-tarefa baseada em Curitiba.

O petista já vinha há tempos tentando desmoralizar o juiz Sérgio Moro perante o mundo, chegando a contratar advogados caros no exterior, além de estimular que a ex-presidente Dilma Rousseff também desse algumas beliscadas no juiz federal sempre que viajava ao exterior para denunciar o 'gópi'.

No vídeo abaixo, Lula fez um apelo desesperado para que sua imagem fosse poupada, alegando ter levado anos para construir sua reputação no Brasil e no exterior.

Na ocasião, o petista publicou um vídeo em sua página no Facebook, no qual faz um apelo para que sua imagem, construída com tanto sacrifício ao longo dos últimos anos fosse poupada pelos integrantes da força-tarefa de Curitiba. Na prática, o que Lula queria que todas as investigações que correm contra ele na justiça fossem ao menos mantidas em sigilo.

Em mais de uma oportunidade, o juiz federal Sérgio Moro sinalizou que os ataques de Lula são inúteis. O magistrado defendeu o direito da sociedade sobre a transparência da Justiça e disse que dar publicidade a processos que envolvem crimes na administração pública é um "mandamento constitucional" e que a sociedade tem o direito de "escrutinar" governos e os trabalhos da Justiça que envolvam crimes com dinheiro público.

No vídeo, um ano antes de ser condenado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na segunda instância, Lula alegava que as investigações contra ele estavam afetando sua imagem no exterior, num momento em que o petista já não conseguia agendar mais encontros nem com líderes sindicais fora do país. Lula já estava com o filme queimado internacionalmente e nenhuma personalidade no exterior estava mais atendendo aos telefonemas de assessores do Instituto Lula. Visivelmente irritado,  após mais uma tentativa de agendar encontros no exterior,  Lula afirmou no vídeo que 'é pouco inteligente' agir de forma transparente e permitir que a imprensa tenha acesso as informações de interesse da sociedade:

Informe seu Email para receber notícias :